Início Cidades Sindicato e políticos de Osasco lamentam morte de Maradona: “exemplo de compromisso...

Sindicato e políticos de Osasco lamentam morte de Maradona: “exemplo de compromisso social”

0
maradona
Reprodução

Políticos e o Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e região lamentaram, nesta quarta-feira (25), a morte da lenda do futebol Diego Maradona. O ex-jogador argentino teve uma parada cardiorrespiratória e morreu aos 60 anos.

publicidade

“Maradona foi um verdadeiro craque dentro dos gramados e deixa um grande legado tanto como jogador, como cidadão. Se nos gramados fez grandes dribles e marcou grandes gols, fora deles, foi exemplo com seu compromisso social, ao defender um mundo mais justo e igualitário para todos”, afirmou, em nota, a diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos.

maradona
Reprodução

publicidade

O deputado estadual Emidio de Souza (PT) usou a sua conta no Twitter para se solidarizar pela morte do craque. “O mundo hoje chora a morte de Diego Maradona, um dos maiores jogadores de toda a história. Atleta incansável e com uma grande luta em defesa dos pobres e oprimidos, Maradona sempre esteve no lado certo da história. Vai fazer muita falta. Toda solidariedade ao povo argentino”, escreveu.

publicidade

A deputada federal Renata Abreu (PODE-SP) declarou, também no Twitter, que Maradona “marcou gerações da bola com seu talento, dribles desconcertantes e gols magníficos. Aos familiares, amigos e fãs do craque da Argentina e do planeta, meus sentimentos”.

A lenda do futebol era de esquerda, seguidor dos ideais dos líderes da Revolução Cubana Ernesto “Che” Guevara, que também era argentino, e Fidel Castro, de quem foi amigo. Maradona tinha inclusive tatuagens com imagens dos dois no corpo.

Reprodução
Diego Maradona
Maradona morreu nesta quarta-feira (25), aos 60 anos / Foto: Divulgação

Maradona é considerado um dos maiores jogadores da história do futebol mundial, ao lado de Pelé. Brilhou com a camisa da seleção argentina, que conduziu ao título da Copa do Mundo em 1986, e com as camisas de clubes como Boca Juniors (ARG), Napoli (ITA) e Argentinos Juniors. O brilho dele em campo foi abreviado por problemas com drogas extracampo.

Comentários