Terminal do Km 21 é inaugurado

4
Foto: Serginho Gobatti

O governador Geraldo Alckmin inaugurou, na manhã desta quarta-feira, 16, o terminal de ônibus metropolitano do Km 21, na divisa entre Osasco e Carapicuíba. Ele é ponto de passagem para 52 linhas de ônibus.

publicidade
Fotos: Serginho Gobatti

O terminal faz parte do Corredor Itapevi-São Paulo e está localizado na Avenida dos Autonomistas, 7.130. Foram investidos R$ 29 milhões na obra.

“Este grande terminal receberá 52 linhas de ônibus, 350 veículos ao todo, integrados ao viário do município e à Linha 8-Diamante, da CPTM. A pessoa com deficiência terá toda a acessibilidade, com quatro escadas rolantes, quatro elevadores e seis plataformas”, destacou Alckmin.

publicidade

O prefeito de Osasco, Rogério Lins (Podemos) falou sobre a importância do projeto do Corredor Oeste, que vai aumentar a mobilidade em toda a região e ressaltou a importância das parcerias entre o governo do estado e a Prefeitura, que têm aumentado.

publicidade

“Quero agradecer muito todas as intervenções feitas em nossa cidade, essa parceria entre o governo do estado e a cidade de Osasco. Pode contar conosco sempre”, declarou Lins a Alckmin.

Denominado “Luiz Bortolosso”, o terminal do Km 21 tem 8 mil m² de área e seis plataformas. Junto com o terminal, foi entregue uma passarela para facilitar o acesso à estação General Miguel Costa, da Linha 8-Diamante da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

O Terminal Metropolitano Luiz Bortolosso tem 8 mil m² de área e seis plataformas. Além das 40 linhas de ônibus metropolitanas, o terminal vai receber nove linhas municipais de Carapicuíba e três de Osasco.

Junto com o terminal, foi entregue uma passarela para facilitar o acesso à estação General Miguel Costa, da linha 8-Diamante da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

A integração tarifária das linhas metropolitanas de ônibus com o trem é feita por meio do cartão BOM, que proporciona um desconto de R$ 1,50 no valor das duas tarifas.

Mais obras
Na mesma ocasião, o governador autorizou a publicação de editais para contratação de obras nos trechos Jandira-Carapicuíba e Carapicuíba-Km 21 do Corredor Itapevi-São Paulo.

As obras prosseguem no corredor Itapevi-São Paulo, com a previsão de entrega, em junho de 2018, de mais um trecho de 5 quilômetros entre Itapevi e Jandira. Um segundo trecho de 8,8 quilômetros vai ser construído entre Jandira e Carapicuíba.

O edital com essa finalidade foi autorizado  pelo governador nesta quarta-feira e vai ser publicado até o final do mês. A obra com previsão de início até o final do ano, inclui o Terminal Carapicuíba, uma estação de transferência e nove estações de embarque e desembarque.

Um terceiro trecho está em construção e vai de Carapicuíba ao Terminal Luiz Bortolosso, com 2,2 km de extensão, duas estações de embarque e um terminal. Já está com 65%  das obras concluídas.

O quatro e último trecho das obras é a ligação do Terminal Luiz Bortolosso à Vila Yara, com 7,6 km de extensão, que inclui um terminal de integração na Vila Yara e dez estações de embarque, cujo projeto básico e executivo já está concluído.

Locais servidos pelas linhas metropolitanas que operam no Terminal do Km 21: 

  • Capital: Barra Funda, Jardim João 23, Lapa, Metrô Butantã, Pinheiros, Hospital das Clínicas, Rio Pequeno, Rodovia Raposo Tavares km 17,8

  • Osasco: Centro, Jardim Santo Antônio, Jardim Veloso, Terminal Santa Maria, Vila Yara, Vila Yolanda

  • Barueri: Alphaville/Bradesco, Alphaville 2, Jardim do Líbano, Parque Viana, Vale do Sol

  • Carapicuíba: Cohab 1, Cohab 5, Cidade Ariston, Jd. Novo Horizonte, Parque Jandaia, Vila Dirce

  • Cotia: Terminal Metropolitano

  • Itapevi: Centro, Cohab, Cohab/Jd. Paulista, Vila Gioia

  • Jandira: Jd. N. S. de Fátima

  • Santana de Parnaíba: Alphaville 10, Res. Tamboré 3

  • Pirapora Bom Jesus: Jardim Bom Jesus

Comentários

4 COMENTÁRIOS

  1. E 3 Anos depois, eis que a rodoviária fica pronta (apesar de ainda não estar funcionando). Só não entendi o porquê de modernizarem a estação de Quitaúna, que é uma estação deserta e não fazerem o mesmo priorizando a General Miguel Costa, que hoje, sem a rodoviária já não suporta o fluxo de pessoas. Resta saber o que será feito na estação General Miguel Costa que será acessada diretamente da rodoviária e já não suporta o fluxo com confusões todos os dias devido ao congestionamento de pessoas.

  2. 3 Anos depois, eis que a rodoviária fica pronta (apesar de ainda não estar funcionando). Só não entendi o porquê de modernizarem a estação de Quitaúna, que é uma estação deserta e não fazerem o mesmo priorizando a General Miguel Costa, que hoje, sem a rodoviária já não suporta o fluxo de pessoas. Resta saber o que será feito na estação General Miguel Costa que será acessada diretamente da rodoviária e já não suporta o fluxo com confusões todos os dias devido ao congestionamento de pessoas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMarcos Martins: A luta pela vida e o banimento do amianto no Brasil nas mãos do STF
Próximo artigoVereador Renato Bonin aproveita visita de Alckmin para pedir implantação de AME em Osasco