Valdemiro Santiago vai responder na Justiça por venda de feijão “contra a covid-19”

0
valdemiro feijão covid
Reprodução

O Ministério Público Federal entrou com ação contra o pastor Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, pela divulgação de vídeos nos quais ele sugeria aos fiéis o plantio de sementes de feijão que curaria a covid-19. O MPF pede indenização de R$ 300 mil por danos morais coletivos.

publicidade

Valdemiro Santiago anunciou as sementes “milagrosas” de feijão contra a covid-19 em vídeos no Youtube, pedindo de R$ 100 a R$ 1 mil aos fiéis. O Ministério Público Federal avalia que o pastor incorreu em prática abusiva da liberdade religiosa, colocando em risco a saúde pública e induzindo fiéis a comprarem um produto sem qualquer eficácia comprovada.

Valdemiro Santiago declarou, em um dos vídeos: “Esse propósito que Deus fez, que Deus nos deu, que Deus criou, ele vai, ele vai mudar a história da vida de muita gente, Dos que semearem, é claro, Mesmo nas dificuldades, mesmo nessa epidemia, e principalmente ele vai dar livramentos extraordinários”.

publicidade

O pastor declarou ainda: ” Você que me escuta aí e agora, cê viu na última reunião de bispos e pastores? Apresentando com exame, um laudo médico, de gente curada de coronavírus, em estado terminal né, podemos dizer assim…gravíssimo, num estado muito avançado e Deus operou e fez maravilhas … E tá ali o exame para quem quiser”.

publicidade

Comentários