Vereador diz que não tem coragem de comer o cachorro-quente de Osasco

1
cachorro-quente-osasco
Foto: reprodução

Osasco é conhecida como a capital do cachorro-quente, devido à grande quantidade de vendedores do lanche espalhados pelo município, principalmente na região central. E o vereador Jair Assaf chamou a atenção ao declarar que não tem coragem de comer o cachorro-quente que é vendido pelos dogueiros osasquenses.

publicidade

“Vou falar uma coisa aqui que eu não devia falar… Eu também não compro, hoje, cachorro-quente. Só tem um fabricante, não é mais a família que fica do lado [do carrinho], que preparava em casa. Hoje é feito por uma indústria clandestina, com pouca fiscalização”, declarou Assaf, na sessão desta terça-feira (22), da Câmara de Osasco.

“Não sou contra vender cachorro-quente. Quem quiser comprar, comer, compra. Eu não tenho coragem mais porque eu já fiquei especulando e a origem não é confiável. Não é mais família que faz, quem fornece tudo é uma máfia. Espero que não, que eu esteja errado”, emendou o parlamentar.

publicidade

“Não é mais familiar, agora é indústria e sem a fiscalização da higiene da nossa cidade”, continuou Assaf.

publicidade

Comentários