Abono de R$ 1 mil a servidores de Osasco na luta contra o coronavírus é aprovado por unanimidade

0
coronavírus osasco
Foto: Marcelo Deck

Os vereadores de Osasco aprovaram, por unanimidade, em sessão extraordinária por videoconferência que acabou na madrugada desta quarta-feira (15), o pagamento de abono no valor de um salário mínimo, R$ 1.045, aos servidores municipais que exerçam funções relacionadas à luta contra o novo coronavírus (covid-19).

Enviado pela Prefeitura, o projeto aprovado estabelece que o benefício será concedido a funcionários do município que exerçam funções nas quais estejam potencialmente expostos ao contágio pelo coronavírus, principalmente em unidades de Saúde da cidade.

O texto não detalha especificamente, no entanto, quais os profissionais que vão receber o abono. Servidores de áreas como segurança e limpeza também devem ser contemplados.

Publicidade

O impacto previsto no orçamento municipal, de acordo com estimativa da Secretaria de Finanças, é de R$ 3,65 milhões.

“Esse é um gesto como forma de reconhecimento e agradecimento ao que esses servidores, que estão na linha frente, têm feito por todos nós no combate ao coronavírus”, declarou o prefeito Rogério Lins.

câmara vereadores osasco
Vereadores de Osasco aprovaram projetos relacionados ao combate à covid-19 em sessão extraordinária por videoconferência que acabou de madrugada / Foto: Robson Cotait

“Osasco tem adotado medidas de enfrentamento à pandemia e essa é uma ação de respeito e reconhecimento ao trabalho desses profissionais que arriscam suas vidas para proteger outras. Verdadeiros heróis, nossa gratidão e respeito”, afirmou o presidente da Câmara de Osasco, vereador Ribamar Silva.

Outros projetos relacionados ao coronavírus aprovados

Os vereadores de Osasco também aprovaram na sessão extraordinária online projeto de lei que autoriza a criação de um código específico no orçamento vigente para a inclusão das despesas relacionadas à covid-19.

“Esse projeto visa dar celeridade às aberturas de crédito por meio de decreto. Se não fizéssemos isso, perderíamos muito tempo até que se mandasse o projeto para a Câmara, se fizesse a votação e o prefeito sancionasse”, justificou o vereador Toniolo, líder do prefeito Rogério Lins na Câmara Municipal.

+ Número de pacientes recuperados da covid-19 dobra em Osasco em um dia, segundo Prefeitura

Outro projeto aprovado autoriza a abertura de crédito adicional especial ao orçamento no valor de R$ 84 mil. A verba será utilizada para atender as demandas da execução de despesas relacionadas ao controle do coronavírus em Osasco.

Comentários