Alunos que vandalizaram escola e atiraram objetos em professora em Carapicuíba são...

Alunos que vandalizaram escola e atiraram objetos em professora em Carapicuíba são suspensos e podem ser transferidos

2
Compartilhar
vandalismo escola carapicuíba
Vídeo mostra alunos destruindo carteiras e atirando livros contra a professora em escola estadual de Carapicuíba

De acordo com a Secretaria de Estado da Educação, sete alunos que vandalizaram uma sala de aula e jogaram livros e carteiras em direção a uma professora na escola estadual “Maria de Lourdes Teixeira”, em Carapicuíba, foram suspensos. O caso, que aconteceu na quinta-feira (30) foi filmado e viralizou nas redes sociais.

“São sete alunos que estão suspensos nesse momento, e a escola hoje à tarde reúne o conselho escolar, que envolve pais, professores e a comunidade, para tomada de decisão sobre o futuro desses meninos”, disse o secretário de Educação, Rossieli Soares, à TV Globo.

Os estudantes podem também ser transferidos compulsoriamente. “É inaceitável esse tipo de agressão a um profissional, a um professor”, completou o secretário.

Publicidade

A escola estadual funcionou normalmente nesta segunda. Peritos estiveram no local para elaborar um estudo sobre a estrutura física da escola.

“Ofendiam, [ficavam] ameaçando, falando pra me dar tapa na cara”

A professora vítima dos estudantes comentou o caso em reportagem do “Fantástico”. “Eles me xingaram, falaram vários palavrões para mim”, afirmou a docente à reportagem. “Ofendiam, [ficavam] ameaçando, falando pra me dar tapa na cara”.

Publicidade

“Eles pegaram umas capas de caderno e começaram a jogar pela sala. E eu pedindo para parar, para não fazer isso, para prestar atenção na aula… Não sei como não apanhei dentro da sala de aula”, continuou.

No mesmo dia, um aluno vândalo deu um chute forte na porta durante uma prova que era aplicada por uma professora de inglês, que teria sido chamada de “vagabunda”.

A escola tem 2 mil alunos, de 11 a 17 anos. Destes, pelo menos 20 mostram comportamento agressivo e ameaçam professores e funcionários, de acordo com a reportagem. “Eles querem todo dia mostrar que a escola não pode fazer nada contra eles”, disse uma das professoras.

Também foram exibidos outros vídeos de vandalismo ocorridos na mesma unidade de ensino.

Publicidade

ASSISTA AQUI A REPORTAGEM DO “FANTÁSTICO”

…..

LEIA TAMBÉM:

Roldão inaugura 2ª loja em Osasco dia 12 de junho

Últimos dias de inscrições para concurso com 190 vagas na PM

Compartilhar

Comentários