#AVidaÉDesafio | De brigadeiro a curso de receitas: osasquense se reinventa para manter as vendas

0
Brigadebia osasquense se reinventa para manter as vendas
A osasquense Anna Beatriz Rodrigues, de 26 anos, é proprietária da Brigadebia / Fotos: Arquivo Pessoal

A moradora de Osasco Anna Beatriz Rodrigues Pereira, de 26 anos, montou o próprio negócio, a Brigadebia, há 6 anos. Com a pandemia de covid-19, a jovem empreendedora precisou buscar uma maneira de se reinventar e, além de fazer uma série de adaptações no cardápio de sua loja online, lançou apostilas e cursos que fazem sucesso.

publicidade

Quando fundou a Brigadebia em 2015, Anna só vendia brigadeiros. Ela fazia faculdade, era bancária e trabalhava com eventos, mas queria ter uma fonte de renda a mais e decidiu vender os seus doces na faculdade e no trabalho. Só parou porque passou um período morando em outro estado. Em 2018, já em Osasco, decidiu fazer da produção e venda de seus doces a sua única fonte de renda. Atualmente, ela trabalha sozinha, mas quando precisa, conta com a ajuda da mãe e das primas.

brigadebia osasquense se reinventa para manter as vendas
Moradora do Bela Vista, Anna Beatriz ama cozinhar desde pequena e conseguiu fazer da sua paixão a sua fonte de renda / Foto: Arquivo pessoal

Até colocar a ideia dos cursos e apostilas em prática, Anna passou por momentos de muitas incertezas sobre o futuro de sua empresa. Ao Visão Oeste, a jovem empreendedora conta que logo no início da pandemia teve de parar a produção de seus doces. “Os meus pais são idosos, então a gente ficou com muito medo porque eu precisava sair para ir ao fornecedor e ao mercado”, afirma.

publicidade

A produção havia parado, mas as contas não deixaram de chegar e a jovem chegou a entrar desespero sem saber como resolver o problema. Como se não bastasse a situação financeira, Anna testou positivo para a covid-19 e precisou ficar mais um tempo “de molho”. “Nesse período, tive a ideia de fazer uma apostila porque muitas pessoas pediam as minhas receitas e aproveitei para estruturar um curso. Deu super certo, graças a Deus”.

As coxinhas de chocolate da Brigadebia fazem sucesso entre os clientes / Foto: Arquivo Pessoal

Assim que se recuperou da covid-19, a osasquense começou a gravar alguns cursos, vender as apostilas que havia produzido e passou a fazer doces à pronta entrega. Em seu retorno ao trabalho, Anna, que já tinha uma atenção especial voltada à higienização dos produtos e das embalagens, reforçou ainda mais os cuidados.

publicidade

SUPERAÇÃO // #AVidaÉDesafio | Osasquense abraça a missão de empreender durante a pandemia e vê faturamento saltar

As adaptações também chegaram ao cardápio da Brigadebia que, antes da pandemia, era repleto de bolos e doces para festas de aniversário, casamentos, entre outros eventos. “Para suprir a falta que os grandes eventos ia fazer, precisei pensar em outras opções para vender. Agora, faço bolos menores e kits pequenos para quem passa o aniversário em casa com a família, além de docinhos prontos para comer durante o dia a dia mesmo”, explica.

Deu certo! As adaptações deram uma alavancada na empresa de Anna. Ela afirma que, do final de 2020 até março deste ano, a Brigadebia cresceu de uma maneira que ela nem esperava. Para a Páscoa, além da coxinha de morango e do copo dos sonhos, que são os carros chefes da sua loja online, o cardápio disponível neste link tem várias opções de docinhos, com preços a partir de R$ 7.

*** Com a série #AVidaÉDesafio, o Visão Oeste busca incentivar empreendedores de Osasco, Barueri, Carapicuíba e região em tempos da grave crise causada pela pandemia de covid-19. Se você quer ver a trajetória do seu empreendimento contada aqui ou ajudar algum empreendedor a ter sua história divulgada, envie um e-mail com um resumo do trabalho para redacao@visaooeste.com.br.

 

Comentários