Carlos Lupi, presidente do PDT, vem a Osasco pedir Mônica Veloso como vice de Rogério Lins

0
pdt osasco monica veloso rogerio lins
Lideranças do PDT entregaram carta em apoio ao nome de Mônica Veloso como vice ao prefeito Rogério Lins

As articulações do PDT de Osasco para que a sindicalista Mônica Veloso fique com a vaga de vice na chapa encabeçada pelo prefeito Rogério Lins (PODE), que buscará a reeleição, ganhou um reforço de peso. O presidente nacional do partido, ex-ministro Carlos Lupi veio ao município reforçar a indicação, em encontro de lideranças pedetistas com o chefe do Executivo osasquense nesta segunda-feira (17).

publicidade

Lupi esteve acompanhado de Mônica Veloso, que é presidente do diretório municipal da legenda, do ex-prefeito Jorge Lapas, do secretário-geral do partido no estado, Airton Amaral, e do presidente nacional do Movimento Sindical do PDT, Milton Cavalo.

Os pedetistas entregaram a Rogério Lins uma carta de apoio à candidatura de Mônica Veloso como vice em sua chapa na disputa das eleições municipais de novembro. “Apoiamos Mônica por sua trajetória no movimento sindical. Ao longo de mais de 30 anos, demonstrou competência política em sua representação em importantes espaços de decisão, tanto à frente da vice-presidência do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, quanto da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos de São Paulo)”, defendem as lideranças do PDT no texto (leia a íntegra abaixo).

publicidade
pdt osasco monica veloso rogerio lins
Encontro entre lideranças do PDT e o prefeito de Osasco, Rogério Lins

“Competência que ampliou a representação dos trabalhadores brasileiros fora do país, por meio da União Global IndustriALL, federação sindical global que representa mais de 50 milhões de trabalhadoras e trabalhadores, na qual é presidenta do Comitê de Mulheres atualmente”, emendam.

A carta do PDT ressalta ainda: “Temos convicção que Mônica, como vice-prefeita de Osasco, manterá não somente o aprofundamento de nossas lutas, mas também a defesa da equidade e de políticas públicas que contemplem todos os segmentos da população Osasquense, com comprometimento político e a capacidade técnica necessárias”.

publicidade

Para as lideranças do PDT, “a candidatura de Mônica Veloso fortalece toda a classe trabalhadora, e o papel histórico dessa cidade de forjar quadros de grande expressão social e política. Igualmente importante reconhecer a fundamental relevância da participação de mulheres nos cargos públicos que tem contribuído para a transformação do espaço político no Brasil e no mundo”.

Leia a íntegra da carta entregue pelas lideranças do PDT à candidatura de Mônica Veloso a vice-prefeita na chapa encabeçada pelo prefeito de Osasco, Rogério Lins (PODE), em busca da reeleição:

Carta de apoio à candidatura de Mônica Veloso

POR NOSSOS DIREITOS, POR MAIS REPRESENTATIVIDADE
Estamos com Mônica Veloso!

Comprometidos com o interesse, com a defesa e ampliação dos direitos da classe trabalhadora e na construção de políticas públicas de interesse social, apoiamos à indicação da candidatura da companheira Mônica Veloso para vice-prefeita de Osasco, na chapa de coligação PODEMOS – PDT. 

Nessas eleições começaremos a reconstruir o Brasil, hoje mergulhado nas crises econômica e sanitária – em decorrência da Covid-19. Em novembro, nas urnas, daremos um sinal de que país será este. E nós queremos nossas cidades e nosso país mais justo, mais igualitário, comprometido com os interesses da classe trabalhadora, com a solidariedade e com a democracia. Por isso, recomendamos o voto consciente, elegendo candidatos (as) com estes compromissos, e com pautas muito claras que apontem propostas nessa direção.

Apoiamos Mônica por sua trajetória no movimento sindical. Ao longo de mais de 30 anos, demonstrou competência política em sua representação em importantes espaços de decisão, tanto à frente da vice-presidência do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, quanto da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos de São Paulo). Competência que ampliou a representação dos trabalhadores brasileiros fora do país, por meio da União Global IndustriALL, federação sindical global que representa mais de 50 milhões de trabalhadoras e trabalhadores, na qual é presidenta do Comitê de Mulheres atualmente. 

Sua jornada na política é um processo que reforça a sua capacidade de luta e de convergência do movimento sindical. Temos convicção que Mônica, como vice-prefeita de Osasco, manterá não somente o aprofundamento de nossas lutas, mas também a defesa da equidade e de políticas públicas que contemplem todos os segmentos da população Osasquense, com comprometimento político e a capacidade técnica necessárias.

A candidatura de Mônica Veloso fortalece toda a classe trabalhadora, e o papel histórico dessa cidade de forjar quadros de grande expressão social e política. Igualmente importante reconhecer a fundamental relevância da participação de mulheres nos cargos públicos que tem contribuído para a transformação do espaço político no Brasil e no mundo. A cidade de Osasco dá mais um passo no exemplo de consolidar alianças que apontam o caminho para uma sociedade com desenvolvida com igualdade, e justiça”.

Assinam

Milton Cavalo – Presidente Nacional do Movimento Sindical do PDT, Diretor Financeiro do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco

Miguel Torres – Presidente da Central Força Sindical, e da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos.

Antonio Neto – Presidente da CSB – Central dos Sindicatos Brasileiros (licenciado) – Presidente do PDT – cidade de São Paulo

Eunice Cabral – Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Têxtil, Vestuário, Couro e Calçados, e do Sindicato das Costureiras de São Paulo e Osasco.

Claúdio Magrão de Camargo Crê – Secretário Geral da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo, ex Deputado Federal,Vice Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco

Eliseu Silva Costa – Presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo.

João Inocenttini – Presidente do SINDINAPI – Sindicato Nacional dos Aposentados e Pensionistas da Força Sindical

João Carlos Juruna Gonçalves– Secretário Geral da Central Força Sindical

Alvaro Egea – Presidente Estadual do Movimento Sindical de São Paulo, Secretário Geral da CSB

Valclécia Trindade – 1ª Secretária Geral da Central Força Sindical

Josinaldo José de Barros (Cabeça) – Vice Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos

Almir Munhoz – Presidente do SINTETEL – Sindicato das Telecomunicações São Paulo

Gilberto Dourado – Presidente da FENATEL

Ruth Coelho – Secretária Nacional de Direitos Humanos e Cidadania da Força Sindical, Presidente do Sindicato do Vestuário da Baixada Santista.

Comentários