Em crise e com aluguéis em atraso em Carapicuíba, Igreja Mundial pagou R$ 1,2 milhão a Valdemiro em 2020

0
apostolo valdemiro igreja mundial
Reprodução

O apóstolo Valdemiro Santiago recebeu R$ 1,2 milhão da Igreja Mundial, da qual é fundador, em 2020, cerca de R$ 100 mil mensais, de acordo com o juiz Mário Roberto Negreiros Velloso. A instituição passa por uma crise financeira e é inclusive ameaçada de despejo por aluguéis não pagos que somam mais de 240 mil em um dos templos em Carapicuíba.

publicidade

“Há fortes indícios de que a igreja esteja transferindo seu patrimônio a Valdemiro”, afirmou o juiz Velloso em decisão sobre um dos processos referentes a dívidas da Mundial divulgada pelo colunista do UOL Rogério Gentile. Esta seria uma estratégia para evitar que os credores pudessem obter a penhora de valores nas contas bancárias da igreja.

Assim, o magistrado considerou que o apóstolo pode ser cobrado por dívidas da instituição, da qual é fundador. A igreja alegou no processo que o apóstolo não podia ser alvo da cobrança, pois não faz parte do estatuto social da igreja, hoje presidida por Mateus Machado de Oliveira.

publicidade

O juiz afirmou que “chama atenção o fato de a igreja despender, com apenas uma única pessoa [o apóstolo Valdemiro], quantia de altíssima monta, enquanto suas contas bancárias encontram-se desprovidas de quaisquer ativos financeiros para satisfação do débito”.

A Mundial é alvo de diversas ações de cobrança apenas na Justiça de São Paulo, inclusive uma que cobra mais de R$ 240 mil por calote no aluguel do imóvel de um templo em Carapicuíba.

publicidade

Em nota enviada à coluna de Gentile, a defesa do apóstolo admite que a pandemia causou dificuldades financeiras à Mundial, que pretende colocar as dívidas em dia. “Sobre a alegação de confusão patrimonial, desvio de recursos e demais insinuações e alegações são totalmente infundadas, inverídicas e descabidas sem quaisquer provas carreadas aos autos. O próprio Tribunal de Justiça já se pronunciou, contrario à quebra de sigilo fiscal e bancário (…) A política da Igreja Mundial é procurar sempre agir com ética e integridade como nos ensina o próprio evangelho de Cristo”.

Comentários