Emidio diz que “Bolsodoria” representa risco à democracia

1
Haddad iniciou campanha à presidência em caminhadas em Osasco e Carapicuíba ao lado de Emidio

O ex-prefeito de Osasco e deputado estadual eleito Emidio de Souza participou de ato com o candidato à presidência Fernando Haddad (PT), nesta quarta-feira (24), no Largo da Batata, em Pinheiros, São Paulo.

publicidade

Ao conversar com veículos de imprensa, Emidio condenou a declaração do adversário de Haddad, Jair Bolsonaro (PSL), que falou em “varrer do mapa” o que ele chamou de “bandidos vermelhos do Brasil”.

“Você vai botar para fora metade da população brasileira? A democracia é um guarda-chuva onde cabem todos aqueles que acreditam nela”, disse o ex-prefeito de Osasco.

publicidade

Questionado sobre o movimento “Bolsodoria”, formado por apoiadores de Bolsonaro e do candidato ao governo do estado João Doria (PSDB), Emidio disse que os dois não têm nada para acrescentar à democracia brasileira. “Os dois representam um risco à democracia, às conquistas sociais e as liberdades democráticas”, frisou.

Ao final, Emidio pediu para os apoiadores de Haddad continuarem empenhados na campanha. “Agora é hora de confiança, determinação, força, energia e virar voto. Conversem com as pessoas. Não adianta xingar. É preciso olhar no olho e dialogar”, pediu Emidio.

publicidade

Comentários