Estudante de Barueri cria loja de roupas online para pagar faculdade e bomba na web

0
estudante de barueri cria loja online de roupas
Além de sua loja virtual, a jovem empreendedora abriu uma loja física em Barueri / Fotos: eprodução/Instagram

A jovem Giulia Gargione, de 23 anos, moradora de Barueri, decidiu montar uma loja de roupas online para conseguir arcar com as mensalidades da faculdade de Medicina. Na época, os pais estavam desempregados e começar a vender roupas foi a solução que ela encontrou para juntar dinheiro, só não esperava que faria tanto sucesso.

publicidade

Três anos após o ponta pé inicial, a Giu Store possui confecção própria, uma loja física, em Barueri, e vende cerca de 4 mil peças por mês. Em entrevista à revista “Pequenas Empresas & Grandes Negócios”, Giulia contou que foi aprovada no curso de medicina em janeiro de 2017, mas que as aulas começariam em agosto. Nesse tempo, ela começou a trabalhar com telemarketing.

Logo depois, Giulia recebeu o convite para trabalhar junto com uma amiga que revendia roupas. “Nós íamos de casa em casa com uma malinha de roupas para vender, mas não dava muito certo. Conseguíamos vender uma peça por semana”, explicou.

publicidade

Meses depois, a amiga de Giulia abandonou o negócio, mas ela decidiu continuar e recebeu incentivos de sua mãe. Em maio, Giulia já havia mudado a abordagem da venda das roupas, criou páginas no Instagram e no Facebook e passou a vender pelas redes sociais.

“ A loja era só um meio de chegar até lá, mas acabou virando tudo”, diz Giulia

Quando as aulas começaram, Giulia já tinha o dinheiro para pagar a mensalidade, mas não deixou sua loja de lado e deu um passo ainda maior: passou a criar as peças com base em seu estilo e contratou uma confecção terceirizada para produzir suas criações.

publicidade

 

Ver essa foto no Instagram

 

Mais um lançamento : conjunto Sport ❤️ super despojado e mega confortável ! Uma proposta diferente pra marca mas eu ameiii! Quem aiii gostou?

Uma publicação compartilhada por Giu Store® (@giu.store) em


O negócio cresceu de tal maneira que a família de Giulia passou a trabalhar com ela. Sua mãe ficou responsável pelo atendimento, seu pai com a parte financeira, já o irmão da jovem assumiu toda a questão burocrática. Hoje, sua empresa conta com uma equipe formada por 15 pessoas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

De conjuntinho novo! Arrasta pro lado pra ver mais ❤️

Uma publicação compartilhada por Giu Store® (@giu.store) em

Além de desenvolver as peças, Giulia também é a modelo de sua marca, que cresceu ainda mais em meio à pandemia de covid-19, e divide a responsabilidade da loja com os estudos. “Eu pretendo terminar a faculdade de Medicina, mas não sei ainda se vou seguir na área. A loja era só um meio de chegar até lá, mas acabou virando tudo. Nunca tinha imaginado fazer nada de moda, e foi um sonho criado”.

Leia também: Ao som de sirenes, Estado presta homenagem aos mais de 39 mil mortos pela covid-19 em SP

Comentários