Início Brasil Ex-mulher agredida por DJ Ivis se revolta e faz boletim de ocorrência...

Ex-mulher agredida por DJ Ivis se revolta e faz boletim de ocorrência contra Geraldo Luís

0
Reprodução

Pamella Holanda, ex-mulher agredida pelo DJ Ivis, se revoltou com uma afirmação feita pelo apresentador Geraldo Luís, da Record TV e abriu um boletim de ocorrência contra ele por injúria.

publicidade

Pamella acusa Geraldo Luís de ter afirmado que a mãe dela seria conivente com as agressões sofridas pela filha por interesse no dinheiro de DJ Ivis, o que a deixou revoltada. Um dos vídeos divulgados mostra DJ Ivis, que foi preso, batendo na ex-mulher na frente da mãe dela.

Reprodução

Pamella nega que a mãe tenha sido conivente com as agressões. “Minha mãe não recebia um centavo do meu então ex-companheiro para ser conivente com as agressões, pelo amor de Deus, que absurdo”, desabafou. “Que espécie de valores ou mulher ela seria se aceitasse ou se vendesse dessa forma. Isso foi veiculado no programa do Geraldo Luís no qual já tentei contato e também foi feito um boletim de ocorrência em vista da injúria cometida por ele em rede nacional contra minha mãe”, completou.

publicidade
dj ivis geraldo luis pamella
Reprodução

“Eu não dei um golpe, quando eu o conheci, ele não tinha nada”

A ex-mulher de DJ Ivis também rebateu acusações feitas nas redes sociais de que ela teria se relacionado com ele por interesse em fama e dinheiro. “Em hipótese alguma pode ser dito que eu estava com ele por interesse, por comodidade ou qualquer justificativa que ponha em questão meus valores e princípios”.

Reprodução

Ela conta, inclusive, que tem passado por dificuldades financeiras. “Retirei ontem todas as minhas coisas e da minha filha da casa que morávamos porque a dona da casa pediu. Por falta de pagamento, eu não poderia estar mais lá, não teria direito”.

publicidade

“Eu não saí com conta recheada, com bolsa de marca, nem aparelho de celular de última geração. Eu não dei um golpe, quando eu o conheci, ele não tinha nada. Eu o amei de verdade, eu cuidei, fui fiel, fui mulher, mãe”, emendou Pamella. “Preciso seguir minha vida, mais do que nunca dar um ponto final de vez. Tudo que for competência da justiça vai ser feito, isso independente da minha vontade ou da opinião pública. Eu quero de verdade que entendam que não estou bem, eu tenho sofrido ameaças de morte, eu já li inclusive de outras mulheres que mereço passar fome eu e a minha filha. Eu preciso de paz. Eu mereço ter paz”, finalizou.

Comentários