GCM de Cotia morre aos 46 anos com suspeita de coronavírus

0
gcm cotia coronavírus
Com sintomas de covid-19, Rogerio foi internado e chegou a ser intubado no hospital, mas não resistiu / Foto: reprodução

O guarda civil municipal Rogério Fernandes da Silva, que fazia parte da GCM de Cotia, morreu na tarde desta sexta-feira (3), aos 46 anos, e o novo coronavírus (covid-19) é apontado como a provável causa da morte.

Rogerinho, como era conhecido, passou mal durante um plantão, passou alguns dias internado, chegou a ser entubado, mas não resistiu, informou o prefeito Rogério Franco em transmissão de vídeo ao vivo pela internet na noite desta sexta.

“O Rogerinho ficou por um período de férias, voltou a trabalhar uns dias atrás, teve um plantão em que ele começou a passar mal, teve crise de tosse, coriza, febre. A gente não pode confirmar ainda se foi o coronavírus, mas ele estava com todos os sintomas do coronavírus. Foi internado, ficou entubado”, contou Rogério Franco.

Publicidade
+ PM de Cotia morre, aos 46 anos, por coronavírus

“Fica aqui minha solidariedade a toda a família. E vamos continuar na luta para que a gente não perca nossos amigos. Proteja sua família, seus filhos, seus pais, irmãos”, continuou o prefeito, ao reforçar os pedidos para que a população adote as medidas de prevenção ao novo coronavírus, como evitar ao máximo sair de casa e lavar e higienizar sempre as mãos, entre outras.

+ Mais de 500 policiais de SP estão afastados por suspeita de covid-19

Cotia registrava, até o último levantamento da Prefeitura, na manhã desta sexta, 429 notificações de casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus (sendo 76 de moradores de outros municípios), 31 casos confirmados, 123 descartados, e 199 seguem em investigação.

Há 46 pacientes internados com suspeita de covid-19 no município, 14 óbitos suspeitos em investigação e três óbitos confirmados por Covid-19 (duas mulheres: uma de 46 e uma de 62 anos de idade e um homem de 40 anos de idade).

coronavírus cotia
Reprodução

“Ironia do destino”

Quando passou mal, Rogério Fernandes da Silva foi socorrido pelo também guarda civil municipal, Francisco de Paula Vitor de Oliveira, de 59 anos, que também morreu nesta sexta-feira, supostamente vítima de um infarto.

gcm cotia coronavírus
O guarda civil municipal de Cotia Francisco De Paula Vitor de Oliveira também morreu nesta sexta / Foto: reprodução

“Por ironia do destino, quem socorreu o Rogerinho no dia em que ele passou mal foi o GCM De Paula. Me parece que foi um infarto fulminante e ele veio a falecer”, lamentou o prefeito. “Nós perdemos dois gigantes da Guarda Civil Municipal”, lamentou Rogério Franco.

Comentários