Luís Fabiano é acusado de dar calote em compra de Porsche de R$ 490 mil

0
luis fabiano carro
Reprodução / Instagram

O jogador de futebol Luís Fabiano é acusado de dar um calote em um veículo Porsche avaliado em R$ 490 mil, comprado no ano passado. O vendedor do carro afirmou ao colunista Leo Dias que ele pagou R$ 222 mil e faltam R$ 268 mil, que ele receberia em cheques que estavam sem fundo. O atleta, por sua vez, alega que foi vítima de um golpe.

publicidade

Luís Fabiano teria dado na compra do Porsche cinco cheques de R$ 70 mil, um carro de R$ 70 mil e R$ 35 mil. No entanto, de acordo com o vendedor, apenas dois cheques foram compensados e o dinheiro nunca foi transferido.

O atleta, por sua vez, alega que a negociação do carro está atrelada a um suposto golpe que sofreu, após receber um cheque roubado de um empresário. A assessoria dele afirmou a Leo Dias que o empresário intermediou a negociação do veículo de luxo como forma de pagamento pelo problema e Luís Fabiano pagaria o restante do valor do automóvel em quatro parcelas.

publicidade

No entanto, os cheques foram apresentados de uma única vez ao banco, o que fez com que o jogador desconfiasse de má-fé e sustasse os cheques restantes “até que o fato fosse devidamente esclarecido”. A pendência será resolvida na Justiça, afirma a assessoria de Luís Fabiano.

publicidade

Comentários