Morte de Kathlen gera moção na Câmara de Osasco; bala perdida “só acerta os CEPs das periferias”, diz vereador

0
Kathlen Romeu vereador de osasco (1)
Kathlen Romeu foi atingida por uma bala perdida / Foto: reprodução/Redes Sociais

O vereador e ativista do movimento negro Emerson Osasco (REDE) apresentou, durante sessão ordinária desta terça-feira (15), na Câmara Municipal, uma moção de pesar pela morte de Kathlen Romeu, de 24 anos, que foi atingida por uma bala perdida durante tiroteio, em uma comunidade na zona Norte do Rio de Janeiro.

publicidade

Kathlen estava grávida de quatro meses quando foi baleada e não resistiu, há uma semana. “Ela era uma mulher preta, que morava em uma comunidade vulnerável e carente no Rio de Janeiro. Os seus sonhos foram interrompidos por uma bala perdida, que de perdida não tem nada porque, infelizmente, essas balas só acertam os CEPs das periferias, dos lugares carentes e dos lugares com pouca infraestrutura”, declarou o vereador osasquense.

emerson osasco
O vereador Emerson Osasco (REDE) / Foto: Reprodução/Redes Sociais

Emerson Osasco atribuiu a responsabilidade do ocorrido ao que chamou de “política genocida”. “Ela é mais um dos seres humanos assassinados em um país recordista em violência. É inaceitável que a política de segurança pública genocida do Rio de Janeiro continue ceifando vidas”, destacou. “Acabar com essa violência é uma obrigação da nossa sociedade. Assassinaram uma mulher, uma criança e condenaram uma família inteira ao sofrimento”, finalizou o parlamentar.

publicidade

MOBILIZAÇÃO NACIONAL// Osasco e Carapicuíba terão atos contra Bolsonaro no sábado (19)

publicidade

Comentários