Início Cidades Movimento “Nova Raposo, não!” convoca manifestação contra projeto de concessão da Rodovia...

Movimento “Nova Raposo, não!” convoca manifestação contra projeto de concessão da Rodovia Raposo Tavares neste domingo

0
cotia aerea raposo tavares (1)
Foto: Vagner Santos

No próximo domingo, dia 9 de junho, às 9h, diversas entidades e movimentos sociais realizarão a manifestação “Ocupa Raposo” no km 18 da Rodovia Raposo Tavares, ao lado do Barbosa. O ato é convocado pelo movimento “Nova Raposo, não!” e tem como objetivo exigir a suspensão imediata do projeto de concessão da rodovia à iniciativa privada, que prevê a cobrança de pedágios, desapropriações e desmatamento na região (leia aqui).

publicidade

O projeto, noticiado pelo jornal “O Estado de S. Paulo” em 11 de abril deste ano, pegou a população de surpresa. Segundo o movimento, a consulta pública sobre o assunto teve prazo curto, encerrando-se em 16 de abril, sem respeitar as diretrizes do Estatuto da Cidade que determinam o pleno acesso às informações e controle pela sociedade civil desde as etapas iniciais.

Mais de 90 coletivos, representantes de diversas entidades e associações, se reuniram no dia 4 de maio em uma plenária presencial do Movimento “Nova Raposo, não!” para manifestar sua oposição ao projeto. Eles alegam que a obra, orçada em no mínimo R$ 9 bilhões, prevê milhares de desapropriações de residências, comércios, escolas e empresas, além de alto impacto ambiental, com desmatamento de milhares de árvores e redução da área de sete parques municipais e estaduais.

publicidade

O movimento questiona a falta de transparência e participação popular na formulação do projeto e exige que sejam realizados estudos técnicos, de impacto ambiental, de vizinhança, de mobilidade e os respectivos estudos sociais sobre a população instalada na região. Eles também criticam a ausência de previsão de transporte público de massa no projeto e afirmam que a ampliação das pistas não resolverá o fluxo de veículos, mas sim congestionará e poluirá ainda mais os bairros.

Durante a manifestação “Ocupa Raposo”, que não tem intenção de fechar a rodovia, será realizada uma caminhada para mostrar que a população quer ser vista e ouvida nesse processo. Ônibus sairão às 7h45 da Casa Marielle Franco, no Jardim Lina, e às 8h da Ecofeira da Granja Viana, em Carapicuíba, para levar os manifestantes ao local do ato.

O movimento “Nova Raposo, não!” conta com a adesão de diversas associações de moradores, conselhos participativos, movimentos ambientais, sindicatos e outras entidades da sociedade civil. Eles exigem que o poder público, em âmbito municipal e estadual, retroceda o processo em curso e reinicie o mesmo com o cumprimento integral das diretrizes legais que norteiam os processos participativos e o direito democrático de controle social.

publicidade

A população de Cotia, Butantã e Pinheiros, regiões diretamente afetadas pelo projeto, se mobiliza para barrar o que consideram uma “degradação” de suas áreas e para propor alternativas de menor impacto socioambiental, melhor custo-benefício e mais sustentáveis.