Mulher que teve 90% do corpo queimado ao cozinhar com álcool em Osasco morre aos 32 anos

0
geisa osasco
Reprodução

Após quase um mês internada, morreu nesta segunda-feira (27), Geisa Sfanini, de 32 anos. Ela teve 90% do corpo queimado em um acidente ao cozinhar com álcool por não ter dinheiro para comprar gás de cozinha, no Bussocaba, em Osasco.

publicidade

O filho dela, um bebê de 8 meses, também ficou ferido no acidente. Lucas Gabriel teve 18% do corpo queimado, se recuperou e está morando com o pai.

Geisa estava internada na Unidade de Tratamento de Queimados do Hospital Geral de Vila Penteado, em São Paulo.

publicidade

Geisa estava desempregada. Fazia bicos e recebia Bolsa Família do governo federal e Bolsa Aluguel da Prefeitura de Osasco. Sem dinheiro para comprar gás de cozinha, ela improvisou dois tijolos e uma grelha em cima do fogão e utilizada álcool para acender fogo e esquentar comida.

“REVOLTADÍSSIMO”// Datena ataca Paulo Guedes após explosão que queimou mãe e bebê em Osasco

publicidade

Comentários