Não vou obrigar ninguém a usar máscara”, diz prefeito de Barueri, Rubens Furlan

0
máscara de proteção barueri
Foto: divulgação

Ao contrário do que já declararam os prefeitos de Osasco, Rogério Lins, e de Cotia, Rogério Franco, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan, disse, na manhã desta sexta-feira (24), que não vai tornar obrigatório o uso de máscaras por quem circular pela cidade.

publicidade

“Não vou obrigar ninguém a usar máscara. Todos sabem o risco que estão correndo e não preciso obrigar. As pessoas têm que se obrigar pelo próprio sentimento em relação às outras”, declarou Furlan, em transmissão de video ao vivo via Facebook.

Na live, o prefeito de Barueri externou a sua preocupação em relação ao baixo índice de isolamento na cidade, que tem tido a menor adesão à quarentena, ficando em torno de 43% e 44%. O ideal é que o índice de isolamento social chegue a 70%, segundo o Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo.

publicidade

Furlan justificou os baixos indicadores com a população vinda de outros municípios que entra na cidade para trabalhar e sai todos os dias. “Saiu na mídia que Barueri tem respeitado pouco o isolamento e isso é verdade. Fico triste com isso. Mas imagine que entra e sai da nossa cidade 250 mil a 300 mil pessoas diariamente, são a nossa população flutuante, que vem de todos os lugares. Então, não sabemos com o que essas pessoas têm contato, mas provável que esse pessoal também está em contato com o vírus. Barueri se torna uma cidade com maior risco”.

O prefeito fez ainda um apelo aos munícipes para cumprir a quarentena. “Vamos respeitar. Eu sei que é difícil, ainda mais para pessoas hiperativas como eu. Mas vamos respeitar sem aquela obrigatoriedade de uma autoridade ter que fazer isso”, concluiu.

publicidade
Leia também: 
Moro confirma saída do Ministério da Justiça: “presidente me quer fora do cargo”
Doria, Igor Soares, Renata Abreu e outros políticos da região lamentam demissão de Moro

Comentários