“Osasco atende 100% dos requisitos técnicos para a retomada das atividades”, diz Rogério Lins

0
rogério lins Osasco
Foto: reprodução

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, anunciou, na noite desta quarta-feira (27), que vai preparar a cidade para uma possível flexibilização da quarentena a partir do dia 1° de junho. Segundo o prefeito, Osasco possui os requisitos definidos no plano de retomada gradual anunciado por Doria.

publicidade

“O pequeno comércio, o comercio do bairro, entre outras atividades comerciais estão com muita dificuldade financeira, dificuldade de pagar o aluguel e precisamos entender que é um momento de divisão de responsabilidades entre o poder público, os comerciantes e a população. Se a gente não dividir essa responsabilidade, vamos demorar muito para sair desse momento”, declarou Lins.

O chefe do Executivo esteve no Palácio dos Bandeirantes, nesta quarta-feira, com demais prefeitos para reivindicar que Osasco e demais cidades da região sejam integradas na Fase 2 do plano de retomada gradual das atividades comerciais.

publicidade

“A partir de 1° de junho, a gente prepara a nossa cidade para um novo momento. Cada um cumprindo a sua parte e é por isso que nós estivemos lá no Palácio dos Bandeirantes, para que as cidades da nossa região sejam reclassificadas, para que possamos passar da fase vermelha para a fase laranja”, disse Lins.

O prefeito defendeu ainda que a cidade está dentro das exigências para a retomada gradual das atividades. “Osasco atingiu o índice de isolamento social, a nossa cidade tem uma ocupação de leitos inferior a 80%. Osasco atende 100% dos requisitos técnicos para a retomada das atividades, com regras”.

publicidade

“Vamos flexibilizar sim, mas com regras e critérios e vamos intensificar a fiscalização. Com esse critério, a nossa cidade se organiza e as coisas gradativamente começarão a voltar ao normal”, concluiu Lins.

Na live, Rogério Lins afirmou que voltará ao Palácio dos Bandeirantes nesta quinta-feira (28), junto a demais prefeitos das cidades da região que não concordaram com o plano de flexibilização da quarentena anunciado pelo governo do estado.

Comentários