Osasco decreta Estado de Calamidade devido às chuvas

0
osasco enchentes
Prefeito Rogério Lins visitou áreas mais afetadas pelas chuvas na manhã desta segunda-feira (10) / Foto: PMO

Uma das cidades mais afetadas pelas fortes chuvas que atingem a Grande São Paulo desde a noite deste domingo (9), a Prefeitura de Osasco anunciou na tarde desta segunda-feira (10) que foi decretado “Estado de Calamidade”.

Com o decreto, passa a ser possível fazer contratação de serviços emergenciais de resposta à enchente sem licitação.

Caso o governo federal aceite o decreto de calamidade, o documento também facilita a transferência de recursos da União para a Prefeitura fazer essas ações emergenciais.

Publicidade

De acordo com a Defesa Civil, o município registrou 160mm de chuva, maior índice dos últimos 7 anos. A Prefeitura montou um Gabinete de Risco no COI (Centro de Operações Integradas), tendo o prefeito Rogério Lins à frente. O gabinete reuniu-se nas primeiras horas de segunda-feira para avaliar os reflexos das fortes chuvas na cidade.

Além da intensidade das chuvas, o Rio Tietê transbordou, deixando sem vazão os córregos que deságuam no rio.

A zona Norte da cidade foi a mais castigada pelas chuvas. Osasco registrou 7 ocorrências, envolvendo solicitações à Defesa Civil e ao Corpo de Bombeiros. Três famílias ficaram desabrigadas e outras 81 estão em áreas de possíveis risco. Essas 81 famílias foram acolhidas em atendimentos social e habitacional da Prefeitura.

desabamento Morro do Socó
Menino de 8 anos ficou soterrado e está na UTI após deslizamento de terra no Morro do Socó / Foto: reprodução
+ Prefeito pede orações por menino soterrado no Morro do Socó, em Osasco

Para dar atendimento a essas famílias, a Prefeitura montou duas bases de apoio, com distribuição de alimentos, roupas e colchões: Centro Cultural e Esportivo do Portal D’Oeste (Rua Dr. Miguel de Lima Jr., s/nº) e CEU Bonança (Rua Antônio Jacinto Rangon, 45 – Jardim Bonança).

Além do prefeito Rogério Lins, secretários municipais, equipes da Defesa Civil, Guarda Civil Municipal, de Obras e Serviços, Assistência Social e Fundo Social de Solidariedade estão mobilizados para prestar atendimento à população.

Comentários