“Pet shop dos horrores” é lacrada pela Vigilância Sanitária em Carapicuíba

0
Reprodução / redes sociais

Após denúncias de maus-tratos e mortes de animais e de que o dono atuava irregularmente como veterinário, a “pet shop dos horrores” foi lacrada pela Vigilância Sanitária de Carapicuíba, na manhã desta terça-feira (30).

publicidade

No domingo (28), vistoria da Polícia Militar Ambiental já havia encontrado na pet shop Cani Care, no Jardim Maria Beatriz, dois cães mortos em estado de decomposição e animais abandonados, sem água e sem comida. Foram resgatados dois hamsters, um coelho, um porquinho da índia e um cachorro vivo, todos com indícios de maus-tratos.

pet shop carapicuíba
Em fiscalização apos denúncias de mortes de animais por maus-tratos, ficalização encontrou cães em estado de decomposição / Foto: reprodução
Reprodução

Na ocasião, o dono do estabelecimento, Nelson Souza, foi multado em R$ 24 mil pela Polícia Militar Ambiental por crime de maus-tratos. A ocorrência foi registrada no 1º DP de Carapicuíba.

publicidade

As denúncias contra o proprietário da pet shop Cani Care começaram a vir à tona na semana passada, com denúncia do GCM e ativista Leandro Rodrigues após a morte do cachorro Scooby, que morreu após supostamente sofrer maus-tratos durante procedimento de banho e tosa no estabelecimento.

pet shop carapicuíba
Scooby em seus últimos minutos de vida e local onde animal teria sofrido maus tratos durante banho e tosa em pet shop / Fotos: reprodução

Em seguida, apareceram outras denúncias, como sobre a gata Cristal, que morreu após banho dado na pet shop. Para ela e para o cão Scooby, o dono do estabelecimento teria dado calmante para facilitar o procedimento, mas ele não teria registro como veterinário e, portanto, não poderia medicar os bichos.

publicidade

Questionado, o proprietário da pet shop fez ameaças à tutora de Cristal: “‘Tá’ achando que eu sou o quê, para falar essas m* pra mim? Vou perder a paciência, se eu encontrar a senhora vai dar m* para a senhora. Já estou te avisando de agora”, declarou, em áudio divulgado por reportagem da Record TV.

A tutora de outro cachorro morto após banho e tosa na “pet shop dos horrores” em Carapicuíba diz que uma ex-funcionária do estabelecimento relatou a ela uma série de maus-tratos praticados no local. Entre eles, castrações sem anestesia.

Além dos maus-tratos, a suspeita é que Nelson Souza vinha atuando como veterinário ilegalmente. O número de registro profissional utilizado por ele em receitas pertence, na verdade, a outro veterinário.

Reprodução / Record TV

Comentários