Rogério Lins também critica absolvição de empresário por “estupro culposo”

0
estupro culposo
Reprodução

O prefeito de Osasco, Rogério Lins (PODE), também criticou a absolvição inédita na Justiça por “estupro culposo” (sem intenção) do empresário André de Camargo Aranha, acusado de estuprar a influenciadora Mariana Ferrer.

publicidade

“ESTUPRO CULPOSO NÃO EXISTE! Queremos nos colocar ao lado da produtora Mariana Ferrer, vítima de violência como inúmeras mulheres em nosso país”, declarou o prefeito de Osasco, por meio das redes sociais.

“Pra qualquer cidadão isso já é motivo de revolta, mas pra nós gestores públicos, além da indignação com a decisão judicial, cabe um chamado de como podemos combater todos os tipos de violência contra as mulheres. Aqui, em Osasco, estamos trabalhando para diminuir a incidência de crimes como esse e, em nosso plano de governo, criamos um eixo específico de política para as mulheres”, completou Rogério Lins.

publicidade

Acusado de estuprar Mariana Ferrer, de 23 anos, durante uma festa, em 2018, em Florianópolis, André de Camargo Aranha foi inocentado pela Justiça sob alegação de “estupro culposo”, crime não previsto na legislação brasileira. Como ninguém pode ser condenado por um crime que não existe, ele foi absolvido.

publicidade

A candidata a prefeita de Osasco Simony dos Anjos (PSOL) também protestou contra a inédita absolvição. “A Justiça mais uma vez passando pano pra homem branco e rico!!!”, comentou ela nas redes sociais. Ela também recomendou aos seguidores que assinem um abaixo-assinado contra a decisão judicial.

Comentários