Sonho de casa na praia vira pesadelo com golpista que enganou mais de 50 pessoas

0
golpe casa na praia
Golpista apresentava documentos falsos para ser passar por dono dos imóveis "à venda" / Foto: Divulgação / Polícia Civil

Têm crescido os casos de golpes relacionados à venda de imóveis no litoral paulista. Nesta quinta-feira (8), um estelionatário foi preso após enganar mais de 50 pessoas que viram o sonho da casa na praia virar pesadelo. Além disso, recentemente uma família perdeu todas as economias após ser enganada por falsos corretores e acabou abrigada na casa de um amigo em Osasco. Os casos aconteceram na cidade Itanhaém.

publicidade

O estelionatário preso em flagrante nesta quinta foi capturado enquanto tentava enganar mais uma vítima. Após perder R$ 24 mil em um golpe, uma mulher acionou uma amiga para preparar uma emboscada para ele. As duas simularam a compra de um imóvel, anunciado pelo criminoso na internet, e acionaram a polícia para prendê-lo no momento da negociação. O golpista apresentava documentos falsos e vendia imóveis e terrenos que não eram dele se passando por proprietário.

golpe casa na praia
Golpista apresentava documentos falsos para ser passar por dono dos imóveis “à venda”

Segundo a Polícia Civil, foi apurado que o criminoso já aplicou esse golpe em mais de 50 vítimas. Foram apreendidos diversos documentos falsos de terrenos que seriam “vendidos” a outros compradores.

publicidade

Recentemente, uma família que morava em Iperó, no interior paulista, acabou abrigada no imóvel de um conhecido em Osasco após perder casa, carro, emprego e tudo o que tinha para realizar o sonho de comprar uma casa para morar no litoral.

golpe casa falso corretor
Fotos: Arquivo Pessoal

Eles foram enganados por falsos corretores, mas só descobriram ao chegar na nova residência com o caminhão de mudanças. A família pagou R$ 55 mil pelo imóvel, mas depois descobriu que os vendedores não eram os verdadeiros donos. A casa está mesmo à venda, mas, na verdade, por R$ 160 mil.

publicidade

O delegado Bruno Lázaro, que acompanhou as investigações do caso do golpista preso nesta quinta-feira, alerta sobre os cuidados que os compradores devem ter, como desconfiar de preços muito baixos. Além disso, destaca: “A gente recomenda que a negociação seja feita pelo corretor, que tem registro, ou que a pessoa procure o cartório de registro de imóveis e faça o levantamento da matrícula do terreno ou imóvel”.

Comentários