Suspeita de envenenamento em Itapevi faz voluntários suspenderem distribuição de marmitas a moradores de rua na cidade

0
marmita envenenada itapevi
Imagem ilustrativa / reprodução

Após a morte de dois moradores de rua em Itapevi, na madrugada de quarta-feira (22), por suspeita de envenenamento, grupos de voluntários que atendem a população de rua, com a entrega de comida, roupas e cobertores, devem suspender atividades que estavam programadas para os próximos dias na cidade.

publicidade

O Grupo de Atitude Social (GAS) de Osasco lamentou a morte de Vagner Gouveia de Oliveira, de 37 anos, e José Luiz de Araújo Conceição, de 61, e considerou a atitude dos responsáveis pelo suposto envenenamento como “desumana”.

moradores de rua marmitas itapevi
Vagner e José Luiz morreram após comerem marmitas que estariam envenenadas, em Itapevi / Fotos: reprodução

“Coletivos parceiros que atuam na região de Itapevi nos informaram que terão de suspender atividades programadas que aconteceriam nos próximos dias na cidade. Para nós, como grupo, e para nossos voluntários, o sentimento que fica é o de incerteza sobre a reação da população de rua de Itapevi quando retornarmos na região para realizar ações”, diz o coordenador geral do GAS Osasco, Raphael Magalhães, ao Visão Oeste.

publicidade

“As pessoas em situação de rua, ao contrário do que muitos pensam, são bem receptíveis, gratas e amorosas com aqueles que os ajudam. Porém, não seria nada incomum ver o comportamento delas mudar ao terem aproximações de outros grupos que entregam doações após esse ocorrido”, completa.

O grupo, que realiza ações voltadas à população em situação de rua em Osasco e Carapicuíba há mais de um ano, ampliou recentemente sua atuação e passou a atender os moradores de rua que vivem nas cidades de Itapevi, Barueri e Jandira. A próxima ação está marcada para agosto, mas desta vez, Raphael não descarta a possibilidade de suspender as entregas em Itapevi.

publicidade

A Polícia Civil suspeita de que as marmitas que causaram as mortes de dois moradores de rua de Itapevi na madrugada de quarta-feira (22) continham o veneno conhecido como chumbinho. Além dos dois homens que morreram, uma criança de 11 anos e uma adolescente de 17 foram internadas em estado grave após comerem os alimentos distribuídos. Um cachorro também morreu.

Comentários