Polícia suspeita de chumbinho em marmitas que mataram moradores de rua em Itapevi

0
moradores de rua marmitas itapevi
Vagner e José Luiz morreram após comerem marmitas que estariam envenenadas, em Itapevi / Fotos: reprodução

As marmitas que causaram a morte de dois moradores de rua, além de causarem a internação de outras duas pessoas em estado grave, em Itapevi, na madrugada desta quarta-feira (22), estariam envenenadas com chumbinho, um veneno popularmente usado para matar ratos cuja venda é proibida, mas pode ser encontrado facilmente em diversos estabelecimentos e até pela internet. Essa é uma das suspeitas da polícia. Outra possibilidade é de que a comida estivesse estragada. Os alimentos vão passar por exame toxicológico.

publicidade

“A perícia está empenhada no caso. Pedimos urgência nesse laudo para ver se existe chumbinho ou a comida estava estragada, já que muitas vezes essas marmitas ficam guardadas por dias”, explicou o delegado do caso, Aloysio Ribeiro de Mendonça Neto, ao “Brasil Urgente”, da Band.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que um grupo, em dois carros, chega e distribui marmitas para um grupo que estava em um posto de combustíveis desativado, na avenida Rubens Caramez, por volta das 22h de terça (21). As pessoas que chegaram de carro ficaram no local por cerca de dez minutos.

publicidade
moradores de rua marmitas itapevi
Imagens de câmeras de segurança mostram momento em que grupo chega em dois carros e distribui marmitas que teriam causado as mortes e internações / Foto: reprodução

Pouco depois da meia noite, outros quatro homens chegam e se juntam ao grupo que já estava no posto de combustíveis desativado. Por volta das 2h, um dos homens do grupo aparece nas imagens correndo de um lado para o outro em busca de socorro para o pintor Vagner Gouveia de Oliveira, de 37 anos, dos membros do grupo, que passava mal. Um carro parou. Vagner foi colocado no carro e levado ao hospital, mas não resistiu.

Por volta das 4h, José Luiz de Araújo Conceição, de 61 anos, também começou a passar mal. Um vizinho do local chamou socorro e o homem foi levado pelo SAMU por volta das 4h da manhã. “Ele estava agachado, sentindo muita dor na barriga e, parece, com diarreia”, contou o homem que acionou o SAMU, à reportagem do “Brasil Urgente”.

publicidade

Um homem que vende churros na mesma área também ganhou uma marmita e levou para a casa. A namorada dele, de 17 anos, e o filho, de 11, estão internados em estado grave.

Um cachorro de um dos membros do grupo que estava no posto também comeu os alimentos e morreu.

As pessoas que chegaram nos carros para entregar as marmitas são suspeitas de crime, mas a polícia investiga ainda a possibilidade de as marmitas que causaram as mortes e internações terem sido trazidas de outro lugar. Ou de ter sido colocado algo nos alimentos após a distribuição.

O prefeito de Itapevi, Igor Soares (PODE), afirmou, em nota, que está “indignado” com o caso e que: “No que for preciso a Prefeitura contribuirá com a Polícia Civil nas investigações para que os criminosos sejam localizados e punidos”.

Comentários