Início Polícia Suspeito de participar da morte do companheiro de Letícia Gil, repórter do...

Suspeito de participar da morte do companheiro de Letícia Gil, repórter do “Brasil Urgente”, é preso

0
assassino companheiro leticia gil brasil urgente
Suspeito foi preso em casa, na Brasilândia, e admitiu que dirigia o carro utilizado no crime / Foto: reprodução/"Brasil Urgente"

Um suspeito de participar do assalto que terminou na morte do professor de jiu-jitsu Luciano Bezerra, de 45 anos, na região da Casa Verde, zona Norte de São Paulo, foi preso nesta terça-feira (10). O esportista, conhecido como Luciano Bomba, era companheiro da repórter Letícia Gil, do “Brasil Urgente”, apresentado por José Luiz Datena na Band.

publicidade

Rodnei Lins foi preso em casa, na Brasilândia, em São Paulo. Os policiais chegaram até ele, que já tem outras passagens pela polícia, após uma denúncia anônima.

O criminoso admitiu à polícia que dirigia o carro utilizado no crime, mas quem desceu do veículo para assaltar e atirou em Luciano foi um comparsa, que está foragido e pode ser preso a qualquer momento.

publicidade
marido leticia gil datena
Letícia Gil, na tela o companheiro dela, Luciano Bomba, e Datena / Fotos: reprodução / Band

Na noite de domingo (8), Luciano Bomba estava em uma moto de alta cilindrada. Perto de um semáforo, na região da Casa Verde, um homem desceu de um carro com itens de reciclagem, o abordou, roubou seus pertences, a moto e atirou na cabeça dele, mesmo sem o esportista ter reagido, segundo testemunhas. Em seguida, o bandido fugiu com a moto.

Após o crime, os assaltantes teriam vendido a arma utilizada para matar Luciano por R$ 1 mil em um baile funk.

publicidade

O esportista, que deixou dois filhos, foi enterrado na manhã desta terça no cemitério da Vila Nova Cachoeirinha. Letícia Gil está afastada do trabalho. Datena afirmou que a Band tem prestado assistência à jornalista. (Com informações do “Brasil Urgente”)

Comentários