Visão Atenta

0

Novos ares
Anunciado como secretário de Saúde pelo prefeito eleito de Osasco, Jorge Lapas (PT), José Amando Mota assumiu uma meta ambiciosa: fiscalizar para que os médicos cumpram toda a carga horária prevista. Na rede pública de saúde são comuns esquemas onde os médicos trabalham menos horas para acumular empregos em várias cidades. Amando Mota falou em “dar incertas” nas unidades de saúde para fiscalizar e “exigir que os médicos que ganhem prêmio-incentivo realmente fiquem na rede”.

publicidade

Educação
A futura secretária de Educação também falou sobre suas prioridades quando assumir o cargo, em janeiro. Régia Maria Gouveia pretende fazer uma revisão imediata no plano de carreira dos professores e também investir em cursos de capacitação. “Está faltando um olhar mais humano para esses profissionais”, disse.

Justiça
O julgamento da Ação Penal 470, o mensalão, pelo Supremo Tribunal Federal (STF) foi suspenso nesta semana devido a problemas de saúde do ministro Celso de Mello. O STF julgava se os deputados condenados no processo devem ou não ter o mandato cassado automaticamente e o placar ficou empatado em 4 a 4.

publicidade

Prisão
Nesta semana, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP), que foi condenado a 9 anos e 4 meses mais multa de R$ 370 mil, deu entrevista ao jornal Folha de S. Paulo. Em sua casa em Osasco, João Paulo disse que não está preparado para a prisão. “Não trabalho com essa hipótese. Vou lutar até o final. Primeiro, para provar inocência. Segundo, para não ser preso”.

Recurso
Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) negaram na quinta, 13, recurso apresentado por João Paulo. O advogado do parlamentar, Alberto Toron, pediu que a Corte escolhesse um novo ministro-revisor para a fase de fixação das penas, proposta rejeitada por unanimidade.

publicidade

Comentários