14° Batalhão da PM arrecada brinquedos para doar às crianças carentes em Osasco

0
A banda da PM está tocando em alguns condomínios residenciais, em Osasco, e recolhendo doações dos moradores / Foto: Polícia Militar

A Polícia Militar, por meio do 14º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, sediado em Osasco, realiza desde o início de agosto, mais uma edição da “Campanha Brinquedo Legal”. A ação tem como objetivo arrecadar brinquedos novos ou usados para serem entregues às crianças carentes em outubro, quando se comemora o Dia das Crianças.

publicidade

Esta é a 4ª edição da Campanha, idealizada por Instrutores do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) e realizada normalmente em escolas onde o programa estava sendo aplicado. Como as aulas presenciais estão suspensas por causa da pandemia de covid-19, a edição deste ano passou por adaptações.

Condomínios residenciais no município tem recebido a banda regimental da Polícia Militar, que tem feito diversas apresentações musicais. Desta forma, os moradores podem entregar os presentes aos policiais e acompanhar a apresentação de dentro de seus apartamentos.

publicidade
pm osasco
Foto: Polícia Militar

Até o momento já foram realizadas três apresentações, sendo a última em um condomínio no bairro Continental, no sábado (28). O Batalhão ainda prevê mais duas ações programadas para o mês de setembro.

“Todo o material arrecadado é higienizado, consertado, colado, costurado e embalados pelos nossos policiais militares, sempre com muito carinho, pensando nos sorrisos que irão brotar nos lábios de muitas crianças.”, explica a Tenente Coronel Eunice, comandante do 14ºBPM/M.

publicidade
pm osasco
Já foram arrecadados cerca de 1,5 mil brinquedos / Foto: Polícia Militar

Quem quiser contribuir com a campanha também poderá levar as doações diretamente no Quartel do 14ºBPM/M, que fica na Rua Líbero Carnicelli, 433, Bela Vista, em Osasco. O Supershopping Osasco também aderiu à campanha e montou um ponto para coleta de doações na loja BMart Brinquedos.

Comentários