Barueri abre 105 novos leitos e vai transformar UBS em polo de atendimento para covid-19

0
prefeitura amplia leitos nos hospitais de Barueri
foram criados 105 novos leitos de UTI, semi-intensiva e enfermaria / Foto: Secom

A Prefeitura de Barueri anunciou a criação de 105 novos leitos para atender a demanda de internações por covid-19. Além de ampliar os leitos no Hospital Municipal Dr. Francisco Mouran (HMB) e nos prontos-socorros do Jardim Paulista, Parque Imperial e Central, a Unidade Básica de Saúde (UBS) São Benedicta Carlota, no Jardim Silveira, será transformada em mais um hospital de retaguarda para covid-19.

publicidade

O HMB recebeu 36 novos leitos, entre UTI, semi-intensiva e de enfermaria. O PS do Jardim Paulista, que atende pacientes com covid-19 desde o início da pandemia, recebeu 12 novos leitos. Já os PSs do Parque Imperial e Central tiveram a ampliação de 10 e seis leitos respectivamente.

Outra medida anunciada pela administração municipal foi a instalação de um tanque de oxigênio na UBS do Jardim Silveira, que passará a atender exclusivamente aos pacientes com covid-19 nos próximos dias. A alteração proporcionará a abertura de 41 novos leitos na unidade, sendo 38 de enfermaria e três de suporte ventilatório.

publicidade

OPORTUNIDADES// Hospital de Barueri tem vagas de emprego abertas para recepcionista, aprendiz, enfermeiros e médicos

O secretário de Saúde de Barueri, Dionisio Alvarez Mateos Filho, afirma que o município está fazendo tudo que é necessário para atender a demanda. Ele destaca, no entanto, que a conscientização da população é fundamental para conter a propagação do vírus.

publicidade

“As medidas que estão sendo tomadas em várias cidades do Estado são necessárias. No estágio em que estamos de contaminação, apenas o distanciamento social pode ajudar, pois ele diminui a circulação do vírus e, consequentemente, temos menos pessoas precisando de socorro médico”, diz.

Nas últimas semanas, as autoridades políticas e de Saúde tem reforçado o apelo para que a população respeite a fase emergencial do Plano São Paulo. Nesse momento, algumas atividades, inclusive parte daquelas consideradas essenciais, têm que obedecer medidas mais duras de restrição entre os dias 15 e 30 de março, para evitar um colapso ainda maior dos sistemas de saúde.

PANDEMIA// Hospitais de Barueri com leitos para covid-19 estão lotados

Comentários