Coletivo cria projeto para divulgar empresas e moradores de Osasco que preservam espaços públicos

0
coletivo projeto osasco eu amo eu cuido
Reprodução/Redes Sociais

O coletivo cultural e ambiental Casaviva lançou o projeto “Osasco, eu amo, eu cuido” com o objetivo de divulgar e contribuir com iniciativas de munícipes, instituições e empresas que promovem ações de conservação e proteção de áreas públicas na cidade.

publicidade

Quem desenvolve ou conhece alguém que realiza ações individuais que contribuam para o desenvolvimento sustentável no município pode entrar em contato com o Coletivo Casaviva por meio das redes sociais, telefone (11) 99652-8199 ou via e-mail casavivaosascosp@gmail.com.

Qualquer ação é valida, como a de um cidadão que varre o quarteirão onde mora ou que ajude a conservar uma praça. “Nossa proposta é mostrar a importância e a diferença do morador e da moradora no bairro, ressaltando sua contribuição para melhorar o espaço em que vive, ou seja, o pertencimento local. Esse pertencimento local é a diferença em toda a cidade, além de inspirar as outras pessoas a fazerem o mesmo”, explica Carlos Marx, coordenador da Casaviva.

publicidade

Seu Zino e dona Zilda, moradores do IAPI, são alguns dos osasquenses que dedicam parte do tempo cuidando do meio ambiente. Eles varrem a rua, cuidam das plantas e de cães e gatos. “A gente gosta de cuidar das plantas, fazer limpeza… A gente faz isso há uns 45 anos, desde chegamos aqui”, contou o morador de Osasco.

coletivo projeto osasco
Reprodução/Redes Sociais

O coletivo ressalta ainda que as iniciativas de bairro são importantes ferramentas de transformação urbana e, assim, encontrar soluções para problemas locais. Além disso, muitas dessas ações (descarte correto de lixo, criação de hortas) auxiliam na preservação ambiental.

publicidade

Serviço

Projeto “Osasco, eu amo, eu cuido”

Contato: (11) 99652-8199 e e-mail casavivaosascosp@gmail.com

Mais informações: Página do Coletivo Casaviva no Facebook

ADOTE UMA ÁREA VERDE// Moradores de Osasco podem adotar praças, parques e canteiros

Comentários