Facily se compromete a indenizar consumidores e diminuir reclamações em 80%

0
facily procon
Divulgação

Após a explosão de queixas no Procon-SP, a direção da plataforma de compras coletivas Facily se reuniu com representantes do órgão de defesa do consumidor e firmou termo de compromisso no qual se compromete a indenizar clientes lesados e diminuir o número de reclamações em 80%.

publicidade

Além disso, a plataforma criará um fundo de R$ 250 milhões destinados à reparação de danos ao consumidor e ao aperfeiçoamento e melhoria de seu SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor).“Com esse acordo, a Facily se compromete a atuar de acordo com as indicações do Procon-SP e a cumprir a legislação”, afirma Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

O termo de compromisso prevê que, a cada reclamação registrada no Procon-SP e não resolvida, a Facily terá que arcar com a doação de R$ 1 mil ao Fundo Estadual de Defesa de Direitos Difusos da Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania – fundo destinado a implementar ações voltadas à defesa do consumidor.

publicidade

“O reconhecimento da empresa de que errou, gerou transtornos aos consumidores e de que irá efetivamente resolver a situação nos motivou a recebê-los. Mas a Facily deverá cumprir todos os pontos estabelecidos no acordo, caso contrário, iremos aplicar a multa prevista pelo Código de Defesa do Consumidor que chega a mais de dez milhões de reais”, avisa Capez.

Os consumidores têm reclamado que o aplicativo – que promete bons descontos nas compras de itens de alimentação, higiene, limpeza etc. – atrasa ou não entrega os produtos, não reembolsa os valores após as reclamações e até mesmo entrega itens estragados ou já vencidos.

publicidade
Explosão de reclamações e ameaça de sair do ar

Diante do elevado crescimento nas reclamações nos últimos meses, o Facily chegou a ser ameaçado de ser tirado do ar pelo Procon-SP. Em janeiro deste ano, a empresa tinha 21 reclamações de consumidores que tiveram problemas, em outubro, o número de casos subiu para 59.539, um crescimento de mais de 283.000%.

Os consumidores têm reclamado que o aplicativo – que promete bons descontos nas compras de itens de alimentação, higiene, limpeza etc. – atrasa ou não entrega os produtos, não reembolsa os valores após as reclamações e até mesmo entrega itens estragados ou já vencidos.

Comentários