Início Cidades Barueri Mulher se une ao criminoso “Altas Horas”, de Barueri, para matar amigo...

Mulher se une ao criminoso “Altas Horas”, de Barueri, para matar amigo em Jandira

0
mulher se une altas horas pcc
Marcela Ramos e "Altas Horas" foram detidos na segunda-feira (16) / Fotos: Reprodução/"Brasil Urgente"

Marcela Ramos Silva, de 21 anos, foi presa nesta segunda-feira (16) acusada de encomendar, por uma vingança, a morte do amigo David Moisés Machado, em fevereiro, em Jandira. Para o crime, ela teria se unido a Deilson Pacheco Santos, 33, conhecido como “Altas Horas” e suspeito de ser um dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) em Barueri.

publicidade

“Ele seria o disciplina, que é responsável por acompanhar as ocorrências e levar ao conhecimento da hierarquia superior do partido os desvios de conduta”, explicou o delegado Marcelo Prado, ao “Brasil Urgente”.

As investigações apontam que David era vizinho e amigo de Marcela e chegou a cuidar do filho caçula dela, mas eles teriam se desentendido. “Em uma festa, ocorreu uma briga entre eles e ele [David] soltou de que Marcela teria traído o então namorado dela”, disse o delegado.

publicidade
mulher se une pcc para matar amigo
David Moisés foi morto no tribunal do crime e o corpo não foi encontrado / Foto: reprodução/”Brasil Urgente”

Para se vingar, Marcela havia dito que o amigo teria abusado sexualmente do filho dela e procurou alguém da facção, chegando até “Altas Horas”, que seria um dos líderes do PCC em Barueri. Em fevereiro, David foi sequestrado em Jandira a mando do criminoso e teria sido morto no tribunal do crime do PCC, segundo as investigações. O corpo dele ainda não foi encontrado.

Os comparsas que sequestraram a vítima, Erick e Arnold, foram presos por outros crimes, mas também tiveram a prisão pelo homicídio decretada.

publicidade

Escondidos em Carapicuíba

“Altas Horas” e Marcela estavam escondidos em Carapicuíba desde o crime. O criminoso andava em um veículo Mitsubishi e foi parado pela polícia quando passava pela Avenida Comendador Dante Carraro, na Vila Helemar. Aos policiais, ele apresentou identidade falsa, mas informou o nome verdadeiro ao ser informado de que seria conduzido até a delegacia.

O criminoso disse que tinha uma arma em casa. Na residência, os policiais foram recebidos pela mulher de “Altas Horas”, a própria Marcela, que também apresentou documentação falsa. Durante vistoria, uma arma calibre .380 foi encontrada. O casal foi detido e deve responder pelo homicídio e por uso de documento falso.

Arma calibre .380 foi apreendida / Foto: Polícia Civil

HOMICÍDIO QUALIFICADO// Justiça manda milionária acusada de mandar matar o namorado de Alphaville voltar pra cadeia

Comentários