Osasco e Rio decidem a Superliga novamente

0
Time de Osasco passou pelo Vôlei Amil na semifinal / Foto: Fabio Rubinato/AGF/Divulgação

Time de Osasco passou pelo Vôlei Amil na semifinal / Foto: Fabio Rubinato/AGF/Divulgação
Time de Osasco passou pelo Vôlei Amil na semifinal / Foto: Fabio Rubinato/AGF/Divulgação

publicidade

O Sollys/Nestlé passou fácil pelo Vôlei Amil, de Campinas, e se garantiu na final da Superliga Feminina de Vôlei, que será novamente contra o Unilever/RJ. O time do Rio também não teve dificuldades para passar pelo Sesi-SP.

 
Sexta-feira, 15, na segunda partida da série melhor de três, as osasquenses fizeram 3 sets a 0 no time do interior fora de casa.

publicidade

Atual campeão da Superliga, o time laranja tem em seu currículo na temporada os títulos Sul-Americano, Mundial, dos Jogos Abertos do Interior e do Campeonato Paulista.

“Fizemos uma partida excelente e conseguimos ditar o ritmo o tempo inteiro. Estou muito feliz, é minha primeira final de Superliga e, por isso, ela tem um gosto  especial. Acredito muito na equipe do Sollys e vamos trabalhar muito para conquistar mais esse título”, declarou Fernanda Garay, maior pontuadora do jogo de sexta, com 15 pontos.

publicidade

Outra atleta que teve um excelente desempenho foi a levantadora Fabíola, que recebeu o troféu Viva Vôlei, sendo eleita a melhor jogadora do confronto.

“O Sollys/Nestlé é um time muito unido e forte. O grupo está de parabéns, tem sido uma temporada muito desgastante e de muita entrega e quero parabenizar também a comissão técnica que tem feito um excelente trabalho”, disse Fabíola.

A final da Superliga será em jogo único, que deve ocorrer no dia 7 de abril, domingo, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

Comentários