Em prestação de contas, deputado destaca projeto habitacional para Carapicuíba

0
"Queríamos ter a certeza que a Savoy não se tornaria um Pinheirinho”, disse Isac Reis / Foto: Raquel Duarte

"Queríamos ter a certeza que a Savoy não se tornaria um Pinheirinho”, disse Isac Reis / Foto: Raquel Duarte
“Queríamos ter a certeza que a Savoy não se tornaria um Pinheirinho”, disse Isac Reis / Foto: Raquel Duarte

publicidade

O deputado estadual Isac Reis (PT) realizou na sexta-feira, 15, no Instituto Casa da Gente, em Carapicuíba, Plenária de Prestação de Contas do mandato e Análise da Conjuntura política.

Durante a atividade foram destacadas as ações do deputado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, Frentes Parlamentares e lutas, com destaque para Habitação.

publicidade

Um dos pontos ressaltados foi a vitória do parlamentar em relação à área Savoy. Durante 10 anos, o deputado e o prefeito de Carapicuíba, Sergio Ribeiro (PT), impediram a desapropriação de famílias moradoras da área e organizaram diversas reuniões com autoridades com o objetivo de agilizar a assinatura de convênio que promovesse casa própria para os moradores.

Como resultado da luta, o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou a construção de 816 moradias em Carapicuíba até 2014. “Valeu a pena ver as pessoas tendo direito à moradia. Queríamos ter a certeza que a Savoy não se tornaria um Pinheirinho”, disse o parlamentar.

publicidade

Aposentados e pensionistas
O deputado também relembrou a aprovação de seu Projeto de Lei 894/11, o qual dispõe sobre a obrigatoriedade de o Poder Executivo conceder isenção do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para a compra de veículo automotor do tipo popular, para aposentados e pensionistas que percebam de 1 a 5 salários mínimos.

“A lei incentiva à aquisição de veículos automotores para os aposentados e estimula a produção e a oferta de empregos no país”, ressalta.

Além de lideranças políticas do PT e da região, o evento contou com a participação da população e de militantes.

Comentários