Prefeitura e Artesp discutem detalhes da nova alça de acesso a Osasco

10

Um dia após o governador Márcio França ter adiantado que a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) havia aprovado o projeto elaborado pela Prefeitura de Osasco visando as obras nas imediações da avenida Maria Campos para que futuramente o município receba uma nova alça de ligação com a Rodovia Castello Branco, técnicos das duas esferas de governo se reuniram na quarta-feira (10), na sede da agência, na Capital, para discutir detalhes das readequações a serem feitas no sistema viário.

publicidade

Participaram da reunião os secretários municipais Pedro Sotero (Finanças) e Cláudio Monteiro (Serviços e Obras) e o diretor de Investimentos da Artesp, Pedro Brito.

Foto: Ivan Cruz

Ainda não foram definidas datas para o início das obras. No entanto, a estimativa é de que o conjunto de intervenções (alça de acesso ligando a rodovia à Maria Campos e ações no entorno da avenida) seja finalizado em 18 meses.

publicidade

Segundo Pedro Sotero, a prefeitura já reservou no Orçamento R$ 13 milhões para as intervenções que deverão ser feitas pelo município. “Vamos trabalhar para que a parte que cabe à Prefeitura fique pronta até dezembro de 2019″.

De acordo com ofício apresentado na reunião, são três as ações de responsabilidade da Prefeitura na malha viária: implantação de terceira faixa na Rua Cipriano Tavares, criação de rota alternativa pela Rua Cônego Afonso para diminuição do fluxo na Rua Cipriano Tavares e implantação de quarta faixa na Avenida Maria Campos.

publicidade

A alça de acesso, orçada em R$ 100 milhões, será construída pela Viaoeste, por meio de ajustes no contrato de concessão com o governo do Estado.

O prefeito Rogério Lins (PODE) disse que a nova alça de acesso a Osasco beneficiará não apenas a cidade, mas também os municípios vizinhos, como Barueri e Carapicuíba.

Comentários

10 COMENTÁRIOS

  1. Vai virar estacionamento pois a onde vai desembocar mesma entrada da Castelo Branco de quem vem do interior.

    Não vai resolver nada aliás vai piorar só vai pega essa ponte quem vem da Minha Tietê.

    Será que não pedirão o Engenheiro de Tráfego vcs são ingnorante mais uma obra sem sentido.

    Sabemos que a Ponte para Osasco que chega a Campos Sales que não suporta mais Carro.

  2. Quero uma moradia digna.Um bairro sem enchentes, pondes os trabalhadores venham cansados e possam entrar e dormir em paz .E acordar e ir trabalhar novamente, sem ser impedidos pela enchente.Que retirem os barracos da beira do córrego Ribeirão vermelho façam uma limpeza para escoação das águas da chuvas,sem inundações.
    Tenha respeito com os munícipes somos nós ié pagamos vossos salários $$$$$$$$$.

  3. Como esse povo de Osasco São burros, otários vota num Prefeito ladrão que nunca fez nada, pela cidade, nem vai fazer essa obra e mas uma lavagem de dinheiro, ainda não querem votar no Lula

    • Ah eu não li isso…não sou defensor de Rogério Lins mas pelo que me consta ele não foi preso e se fosse duvido que ficaria dando ordens de dentro da cadeia para fantoches. Comunismo e Socialismo no começo sempre da certo pq é a transferência da riqueza do rico para o pobre mas um hora o sistema se esgota é o rico empreendedor não vê mais motivos para empreender e gerar empregos pois sua riqueza será transferida a alguém que geralmente não faz nada e só espera as bolsas caírem do céu, resumindo, o sistema colapsa e resulta na ex União Soviética, Alemanha oriental e Cuba. Na Alemanha hoje, país de primeiro mundo, Comunismo é ensinado como crime nas escolas, diga-se de passagem.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDia das Crianças será especial em Barueri com brincadeiras, teatro e show da banda Estralo
Próximo artigoArena Kids é atração no Habib’s Alphaville