Projeto de lei pode acabar com frentistas nos postos de combustíveis

Projeto de lei pode acabar com frentistas nos postos de combustíveis

2
Compartilhar
frentistas
Foto: Arquivo/ABr

Em tramitação na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei 2302/19 permite o funcionamento de bombas de autosserviço (operadas pelo próprio consumidor) nos postos de combustíveis, o que pode significar o fim da necessidade da função de frentista.

O projeto revoga a Lei 9.956/00, que hoje proíbe as bombas de autosserviço. Autor da proposta, o deputado Vinicius Poit (Novo-SP) diz que permissão de postos com autosserviço é uma das sugestões constantes em estudo do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de 2018 para aumentar a concorrência no setor de combustíveis e reduzir os preços dos combustíveis.

O parlamentar defende que o modelo existe nos Estados Unidos desde a década de 1950 e permite a venda por um preço mais barato, já que reduz o custo trabalhista do empresário.

Publicidade

“Por mais que se busque proteger empregos, não é por meio da proibição de um modelo de negócio que isso ocorrerá”, argumenta o autor na Justificativa do projeto.

Tramitação
A proposta será analisada em caráter conclusivo pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Minas e Energia; e de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados.

Publicidade

CLIQUE AQUI E LEIA A ÍNTEGRA DO PROJETO

Com Agência Câmara Notícias

…..

Leia também:

Japan Matsuri: festival de cultura japonesa em Osasco acontece no fim de semana

Publicidade

Bolsonaro apresenta projeto que aumenta para 40 limite de pontos na CNH

Começam na sexta (7) inscrições para concurso público em Osasco com 184 vagas

Compartilhar

Comentários

2 Comentários

  1. Eu sinceramente tenho uma solução pra isso….
    O governo vai conseguir baixar o preço do combustível diminuindo o valor do imposto colocado no produto que é altíssimo….
    Em vez de cortarem os empregos dos frentistas que estão lá somente ganhando o seu pão,porque que esses deputados não cortam metade do seus salários e benefícios?
    Sabe quanto isso renderia de economia pro país?
    Não somente os deputados mas de vereador a presidente….
    Nunca vi isso cortar uma classe trabalhadora inteira de frentistas que que na carteira registrado o salário sem benefício não chega nem a 1.300 reais…
    E em uma câmara de deputados que ganham mais de vinte mil reais cada um aprovar uma idiotice dessas….
    Falando que vai ser menos gastos e vão diminuir o valor do combustível…
    Como se o imposto não fosse o mesmo e o salário dos políticos não fosse o mesmo….

Faça seu comentário

Mais notíciasMulher que acusa Neymar de estupro deu facada no ex-marido
Mais notíciasHoróscopo do Dia | Previsões de hoje (07/06) para o seu signo