Vizinhos do São Francisco Golf Club temem boom imobiliário na área

0
golf club osasco
Reprodução / Google

Vizinhos do São Francisco Golf Club, no Jardim Adalgisa, em Osasco, limite com São Paulo, reclamam da expansão de projetos de novos prédios, que, afirmam, trazem danos ambientais e estruturais; e temem até pelo futuro do campo de golfe, que defendem como parte fundamental da “paisagem cultural” da área.

publicidade

“O adensamento populacional tem sido um grande risco para a qualidade de vida em toda aquela região”, afirma Eduardo Lisboa dos Reis, representante da Associação Vila Que Te Quero Verde (Avive), que reúne membros de mais de 20 condomínios dos bairros Vila Yara, Umuarama, Parque dos Príncipes, Adalgiza e São Francisco. A entidade foi criada este mês com o objetivo de lutar pela proteção da região.

Com quase 150 mil metros quadrados, a área do São Francisco Golf Club é um dos últimos remanescentes de vegetação nativa no coração da cidade. Eduardo Reis defende que as áreas verdes são uma característica fundamental do local que estão em risco devido aos novos empreendimentos imobiliários. “Hoje, temos um lugar repleto de áreas verdes, até com alguns animais silvestres, inclusive alguns ameaçados de extinção”, afirma Eduardo Reis.

publicidade
Osasco-Sao-Francisco-Golf-Club
Área do São Francisco Golf Club / Foto: reprodução / Google

Além do risco à área preservada, o representante da associação de moradores cita problemas relacionados à mobilidade, com alto impacto no trânsito, infraestrutura e segurança na região com a possível chegada de mais milhares de moradores de novos condomínios.

Nos últimos anos, chegaram ao bairro empreendimentos nos quais a construtora responsável usou como argumento para conquistar os clientes a proximidade e a vista para o campo de golfe, afirma. Agora, o representante da associação de moradores observa que esse atrativo também está em risco. “Eles venderam a vista para o campo de golfe e agora (com novos edifícios) querem tirar dos antigos clientes essa vista para o campo de golfe”, afirma Eduardo Reis.

publicidade

“Toda a região está ligada ao campo de golfe”

A Associação Vila Que Te Quero Verde teme pelo futuro do campo de golfe, criado pelo Conde Luiz Eduardo Matarazzo em uma de suas propriedades. Há boatos de construtoras que negociam a compra da área junto à família Matarazzo para a construção de mais condomínios.

“Se tirar o Golf Club dessa região, vai ficar uma coisa sem identidade. Perder a paisagem cultural é perder a identidade de uma região. Toda a região está ligada ao campo de golfe”, argumenta Eduardo Reis.

Com o objetivo de proteger o São Francisco Golf Club, tramita na Câmara Municipal de Osasco um projeto de lei pelo tombamento da localidade. O autor da proposta, vereador Jair Assaf (DEM) destaca como Justificativa o valor arquitetônico, cultural e histórico do local.

marco histórico paisagístico da cidade de Osasco”
Vereador que defende tombamento diz que Golf Club é “marco histórico paisagístico de Osasco” / Foto: divulgação

 

“O presente Projeto de Lei visa impedir a possível descaracterização, de um significativo marco histórico paisagístico da cidade de Osasco”, afirma o parlamentar.

Se o projeto for aprovado pelos vereadores e sancionado pelo prefeito, não poderão ser feitas mudanças na fachada do imóvel e o terreno não poderá ser comprado por alguma construtora para construção de novos prédios ou escritórios.

Comentários