Coronavírus: bônus de R$ 1 mil a servidores da saúde, limpeza e segurança em Osasco será aprovado com urgência

0
coronavírus osasco
Foto: Marcelo Deck

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, encaminhou à Câmara Municipal, por meio do presidente da Casa, Ribamar Silva, projeto de lei que estabelece o pagamento de abono no valor de um salário mínimo, R$ 1.045, aos servidores que estão na linha do combate ao novo coronavírus, como profissionais da saúde, limpeza e segurança, entre outras.

publicidade

Ribamar afirmou que a proposta será aprovada com urgência, em uma sessão extraordinária. “Osasco tem adotado medidas de enfrentamento à pandemia e essa é uma ação de respeito e reconhecimento ao trabalho desses profissionais que arriscam suas vidas para proteger outras. Verdadeiros heróis, nossa gratidão e respeito”, declarou o presidente da Câmara de Osasco.

Marcas, mãos ressecadas, dor de cabeça e força: enfermeira de Osasco relata luta contra o coronavírus

O prefeito Rogério Lins declarou:  “Esse é um gesto como forma de reconhecimento e agradecimento ao que esses servidores, que estão na linha frente, têm feito por todos nós no combate ao coronavírus”.

publicidade
coronavírus osasco
O prefeito Rogério Lins encaminhou projeto que concede gratificação a servidores que estão na linha de frente contra o coronavírus ao presidente da Câmara, Ribamar Silva

O número de casos suspeitos notificados do novo coronavírus (covid-19) em Osasco chegou a 1.011, nesta sexta-feira (3), segundo boletim divulgado pela Prefeitura. Há 45 casos confirmados por exame laboratorial e a contraprova do Instituto Adolfo Lutz. Esses casos estão sob acompanhamento da Secretaria de Saúde de Osasco.

+ Concurso público em Osasco abre 155 vagas para professores

A cidade registrou também 18 mortes suspeitas do coronavírus. Destes, três foram descartadas e até o momento, foram confirmados dois óbitos decorrentes da doença.

publicidade

Comentários