Início Cidades Diretor da Gaviões da Fiel é filmado agredindo ex-mulher com socos em...

Diretor da Gaviões da Fiel é filmado agredindo ex-mulher com socos em Osasco

0
diretor da gaviões da fiel agressão ex--mulher osasco
Nas imagens, Claudemir Teixeira aparece desferindo socos na ex-mulher, Mayara Calderone / Fotos: Reprodução/Record TV

Claudemir Teixeira, um dos diretores da Gaviões da Fiel, foi filmado agredindo a ex-mulher, Mayara Calderone, em Osasco. O caso aconteceu na noite de domingo (5), na frente dos dois filhos do ex-casal.

publicidade

De acordo com Mayara, as agressões aconteceram em frente à portaria do prédio onde ela mora com as crianças, de 10 e 8 anos. Mayara afirmou à reportagem exibida no “Cidade Alerta”, da Record TV, que a confusão começou porque ela não estava em casa quando Claudemir chegou para deixar os filhos após ter passado o fim de semana com eles.

Nas imagens gravadas por um morador do prédio, em Osasco, Claudemir aparece desferindo uma série de socos em Mayara, que chega a cair no chão. Em outro momento, ela é arrastada pelo ex-marido. A confusão acontece na frente dos filhos, que se desesperam e tentam ajudar a mãe.

publicidade

“Quando eu cheguei na porta, desci do Uber, ele estava na portaria do prédio. E foi realmente tão confuso que, no vídeo, ele me arrasta pelo chão, e eu nem lembrava disso, fui ver no vídeo mesmo”, relembrou Mayara, ao mostrar os hematomas no rosto e as falhas na cabeça devido ao puxões de cabelo que recebeu do ex-marido.

ex-mulher diretor gaviões da fiel agressão osasco
Mayara Calderone mostrou as falhas no cabelo e o rosto com hematomas após as agressões / Foto: Reprodução/Record TV

Ao “Cidade Alerta”, Claudemir contou sua versão do ocorrido. “Quando eu estou na Marginal, vejo um e-mail dela, era 21h40: “Vou me atrasar, vou chegar só 23h”. Mas eu já tinha deixado as crianças lá [na portaria do prédio]. O que eu fiz? Voltei para socorrer meus filhos, já tentando contato com ela”, disse o diretor de Bateria.

publicidade

Claudemir disse que a confusão começou em frente à portaria do prédio. “Começou uma troca de ofensas. Ela ofendeu a minha mulher, sendo que minha mulher não ofendeu ela, e já partiu da agressão”, disse, lamentando ter agredido a ex-mulher. “É claro que eu lamento. Eu vivo por causa dos meus filhos. É tudo o que eu tenho. Desde domingo eu não consigo trabalhar”, completou.

Separação conturbada e ameaças

Claudemir Teixeira e Mayara Calderone se conheceram na Gaviões da Fiel. Eles foram casados por 13 anos. Nesse período, segundo Mayara, não houve agressão. A situação mudou quando ela decidiu pedir o divórcio. “Ele nunca aceitou essa separação. Desde então, fez de tudo para tirar a minha paz. Nunca chegou a me agredir fisicamente, mas já tentou me atropelar”, contou.

Mayara também acusa o ex-marido de fazer constantes ameaças e mostrou mensagens de áudio enviadas por Claudemir. “Tudo o que você tirar de mim, vou tirar de você. Nem que isso custe a minha liberdade, a minha vida. Eu vou viver para isso”, teria dito o diretor de Bateria em uma das mensagens. “Pode não ser agora, pode ser daqui a um mês, dois, três. Uma hora eu pego você”, fala em outro.

“Ele chegou a fazer cartazes como se eu fosse garota de programa, pegar minha foto e o meu celular e espalhar no centro da cidade. Me difamou para meus clientes e alunos”, continuou Mayara, mostrando outro áudio enviado por Claudemir: “Tem mais. Tenho uma foto dela [a ex-mulher] dormindo de calcinha. E se ela não deixar meus filhos virem amanhã, vou jogar essa na rede também”, disse em outro áudio.

Antes da agressão, Mayara havia conseguido uma medida protetiva. Agora, ela afirma que a ação não garante mais a sua segurança. Claudemir chegou a acusar a ex-mulher de impedi-lo de ver os filhos após a separação. Mayara nega.

Em nota, a diretoria da Gaviões da Fiel lamentou o ocorrido e disse que não compactua com nenhum tipo de violência. A Gaviões afirmou ainda que o caso será encaminhado ao conselho deliberativo para a expulsão de Claudemir Teixeira do quadro associativo da entidade.

(Com informações do “Cidade Alerta”)

EM OSASCO// Bandidos sequestram, obrigam família a transferir R$ 65 mil via PIX e fazem a festa com cartões das vítimas

Comentários