GCMs de Osasco prendem estelionatário e recuperam R$ 25 mil de vítima

0
Objetivos apreendidos com os criminosos / Foto: Ivan Cruz - SECOM/PMO

Objetivos apreendidos com os criminosos / Foto: Ivan Cruz - SECOM/PMO
Itens apreendidos com os criminosos / Foto: Ivan Cruz – SECOM/PMO

publicidade

Parece simples não cair no golpe do bilhete premiado. Entretanto, a “lábia” e o poder de argumentação dos criminosos, impressionaram Paula Fabiana, de 34 anos, corretora de imóveis, que demonstrava muito nervosismo e irritação quando pediu ajuda aos agentes da Guarda Civil Municipal de Osasco (GCM) na sexta-feira, 29, para capturar em flagrante F.C.P., de 28 anos, entre as ruas rua Deputado Emílio Carlos e Nico Branco, na Vila Campesina.

Paula disse aos agentes que há duas semanas tinha sido vítima do crime de estelionato, perdido R$ 25 mil e que tinha acabado de reconhecer um dos homens que havia aplicado o golpe.

publicidade

Ela narrou aos GMs que no dia 12 de novembro último ela foi abordada pelos dois estelionatários no supermercado Wal-Mart, na região central, quando fazia compra. Paula informou ter sido abordada primeira por Felipe, que se identificou como Antonio.

O golpe

publicidade

Com uma história de vida “sofrida” e postura de pessoa simples, o estelionatário pediu ajuda para a vítima para sacar a quantia de um bilhete premiado. Uma segunda pessoa se aproximou e pediu para verificar o jogo do dia na lotérica.

Com a confirmação, o golpe se iniciou com o outro estelionatário que, se apresentando como Paulo e engenheiro civil, afirmou conhecer o procedimento para aquisição do “prêmio” e ajudar a dupla.

A partir daí, iniciou-se mais uma etapa do jogo de teatralização e o esforço de convencimento junto à vítima para que ela sacasse as quantias necessárias para a divisão da fortuna com os estelionatários.

Segundo os GCMs Cláudia e Pessoa, que cuidaram da ocorrência, eles caminhavam em direção ao veículo da corporação quando foram chamados por Paula, que afirmou ter reconhecido o estelionatário.

Ao realizarem a abordagem, os GCMs informaram que o interrogado caiu por diversas vezes em contradição e ao revistaram o veículo Fiesta, com outra pessoa dentro, outra vítima, descobriram uma maleta com R$ 15 mil em dinheiro, que K.T., aposentado de 74 anos, havia sacado no banco para dar a um dos criminosos sem saber do golpe.

“No caso da vítima Paula, ela mostrou os extratos bancários e a versão do estelionatário aos poucos foi perdendo força”, contou a GCM. “O outro homem ficou espantado quando soube do golpe e agradeceu a GCM por conseguir a tempo recuperar seu dinheiro”, informou a GCM.

F.C. mora em Curitiba, capital do Paraná. O caso foi encaminhado ao 6º Distrito Policial, na Vila Campesina. Ele foi autuado em flagrante pelo delegado Leo Francisco Salem Ribeiro pelo crime de estelionato, artigo 171 do Código Penal Brasileiro.

Ele permanece preso e foi encaminhado à Cadeia Pública de Osasco, onde permanece à disposição da Justiça. A pena para o crime é de reclusão de um a cinco anos e multa. A polícia Civil continua as investigações na tentativa de localizar e prender o comparsa de Felipe, o homem que se identificou como Paulo e teria 53 anos de idade.

Comentários