“Guardas Municipais e PM deverão agir para evitar aglomerações”, afirma Doria

0
gcm osasco
Foto: Jean Bueno

Ao anunciar a prorrogação da quarentena por mais 15 dias no estado, o governador João Doria reforçou o pedido para que as Guardas Civis Municipais (GCMs) e a Polícia Militar hajam para evitar aglomerações de pessoas, como forma de combater a disseminação do novo coronavírus (covid-19).

+ GCM de Carapicuíba teve nariz fraturado ao pedir que pessoas deixassem bar e cumprissem quarentena

“Nenhuma aglomeração de nenhuma espécie em nenhuma cidade de São Paulo será admitida. As Guardas Municipais ou Metropolitanas deverão agir e, se necessário, recorrer à Polícia Militar para que imediatamente possa haver a dissipação de qualquer movimento ou aglomeração de pessoas”, declarou Doria. “Esta é uma deliberação que deverá ser rigorosamente seguida pela população do estado de São Paulo na defesa de suas vidas e de seus familiares”, completou o governador.

+ “Você não está de férias!”: GCM de Itapevi desabafa e faz apelo sobre quarentena do coronavírus

Em Osasco, a GCM já tem atuado para combater aglomerações. Praças e parques foram interditados pelo prefeito Rogério Lins, que também baixou decreto que proíbe o consumo de bebida alcoólica em áreas públicas da cidade. “Alguns podem até ser contra, mas sempre escolherei medidas que protegem a vida das pessoas”, disse Lins.

Publicidade

Comentários