Presidente da Câmara dá sua versão sobre extorsão pela presidente da OAB de Osasco

3

No boletim de ocorrência sobre a suposta tentativa de extorsão por parte da presidente da OAB de Osasco, Libânia Aparecida da Silva, ao presidente da Câmara Municipal, Elissandro Lindoso, o Dr. Lindoso (PSDB), o vereador diz ter feito um pagamento anterior de R$ 10 mil a ela e o marido, Carlos Gomes, que foram presos em flagrante na noite desta terça-feira, 24.

publicidade

Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, 25, Lindoso não quis falar sobre o pagamento realizado, segundo ele, “para não atrapalhar as investigações”.

Segundo o boletim de ocorrência, ele diz possuir “várias gravações das extorsões anteriormente realizadas por Carlos a mando de Libânia”.

publicidade

A presidente da OAB de Osasco estaria pedindo R$ 20 mil e dois cargos públicos para cessar as denúncias que vinha fazendo sobre supostas irregularidades na locação de carros e de um imóvel pela Câmara Municipal.

Ela e o marido teriam começado com a tentativa de extorsão ao tucano há cerca de três meses. Após o início das acusações de Libânia, Lindoso relatou: “Procurei o casal para tentar entender o que estava acontecendo, se tinha alguma coisa pessoal, se tinha alguma coisa obscura, não estava entendendo. Foi quando começaram as extorsões, pediram R$ 20 mil mais cargos, o que me deixou indignado, revoltado”. Sobre as denúncias da presidente da OAB, ele diz que “não tem nada de irregular, de ilícito” e que temia o desgaste político das acusações.

publicidade

De acordo com o presidente da Câmara de Osasco, o marido de Libânia cobrava mais R$ 3 mil para esta terça. Eles combinaram o pagamento em um jantar, em um restaurante em São Roque. Lindoso diz que a decisão de ir à polícia foi tomada antes do jantar.

Ele foi à delegacia de São Roque por volta das 18h30, relatou a tentativa de extorsão aos policiais. Foram tiradas cópias de notas que estavam com Lindoso para servirem como provas, caso houvesse a tentativa de extorsão e elas fossem entregues a Libânia.

Durante o jantar, foi entregue à presidente da OAB de Osasco e o marido um total de R$ 2 mil. O número de identificação das notas batia com as que haviam sido previamente copiadas pela Polícia Civil. Libânia, então, foi presa em flagrante por extorsão.

Inicialmente ela disse aos policiais que o dinheiro vinha do pagamento de honorários. Depois, na delegacia, declarou que foi ao banheiro e o dinheiro foi colocado em sua bolsa. O marido dela não soube explicar a procedência do dinheiro.

A OAB de Osasco ainda não se manifestou sobre o episódio. A OAB de São Paulo deve se pronunciar em breve.

Comentários

3 COMENTÁRIOS

  1. O que mais me assusta é ver alguns advogados de Osasco apressados, tentando tirar proveito político dessa acusação,, negando à acusada os mais elementares direitos de se defender e ter a plenitude de seus direitos preservados, enquanto a culpa não se confirma.
    O vereador Lindoso afirmou em entrevista que tentou atrair a Dra. Libânia Aparecida uma 1ª vez , mas ela não compareceu e que tentou de novo, mas não tinha certeza de que ela iria e que, segundo ele afirma, as tratativas de extorsão eram feitas por Carlos Gomes e não por ela.
    Libânia foi solta liminarmente em sede de Habeas Corpus e era pra ter sido libertada na audiência de custódia, conforme se depreende da liminar concedida pelo TJSP.
    Eis que ressurgem em Osasco movimentos da ira, que negam à acusada Libânia a PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA e o DEVIDO PROCESSO LEGAL e já estão prejulgando e condenando-a, sem sequer dar-lhe direito de mínima defesa.
    FOI UMA ARMAÇÃO TOTAL comprovada pelos vídeos que circulam na internet, tanto o do restaurante quanto a inusitada entrevista coletiva dada por Lindoso na Câmara Municipal de Osasco.
    Aos pica-ossos, que gravam vídeos açodados em que se auto-elogiam e destilam ódio e ilações descabíveis, e que não desfrutam de credibilidade alguma, que tentam lucrar politicamente com o episódio dantesco armado contra a advogada Libânia Aparecida, fica uma recomendação basilar: – Não é pisando na atual presidente da OAB Osasco, negando-lhe a defesa de prerrogativas profissionais, que vocês melhorarão sua própria imagem.
    Por derradeiro, quero registrar meu reconhecimento pelo empenho da OAB Seccional Paulista, na atuação pessoal do nosso Presidente Dr. Marcos da Costa, Dr. Euro Bento Maciel e todos os advogados membros do Departamento de Defesa das Prerrogativas Profissionais rogando para que continuem em sua defesa, até o pleno esclarecimento dos fatos e restabelecimento da verdade, que só se dará com a certeira ABSOLVIÇÃO da advogada, ora acusada e tão massacrada por meros interesses políticos afrontado

  2. E SE A DRA LIBÂNIA FOR INOCENTE ??
    O vereador Lindoso afirmou em entrevista que tentou atrair a Dra. Libânia Aparecida uma 1ª vez , mas ela não compareceu e que tentou de novo, mas não tinha certeza de que ela iria e que, segundo ele afirma, as tratativas de extorsão eram feitas por Carlos Gomes e não por ela.
    Libânia foi solta liminarmente em sede de Habeas Corpus e era pra ter sido libertada na audiência de custódia, conforme se depreende da liminar concedida pelo TJSP.
    Eis que ressurgem em Osasco movimentos da ira, que negam à acusada Libânia a PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA e o DEVIDO PROCESSO LEGAL e já estão prejulgando e condenando-a, sem sequer dar-lhe direito de mínima defesa.
    FOI UMA ARMAÇÃO TOTAL comprovada pelos vídeos que circulam na internet, tanto o do restaurante quanto a inusitada entrevista coletiva dada por Lindoso na Câmara Municipal de Osasco.
    Aos pica-ossos, que gravam vídeos açodados em que se auto-elogiam e destilam ódio e ilações descabíveis, e que não desfrutam de credibilidade alguma, que tentam lucrar politicamente com o episódio dantesco armado contra a advogada Libânia Aparecida, fica uma recomendação basilar: – Não é pisando na atual presidente da OAB Osasco, negando-lhe a defesa de prerrogativas profissionais, que vocês melhorarão sua própria imagem.
    Por derradeiro, quero registrar meu reconhecimento pelo empenho da OAB Seccional Paulista, na atuação pessoal do nosso Presidente Dr. Marcos da Costa, Dr. Euro Bento Maciel e todos os advogados membros do Departamento de Defesa das Prerrogativas Profissionais rogando para que continuem em sua defesa, até o pleno esclarecimento dos fatos e restabelecimento da verdade, que só se dará com a certeira ABSOLVIÇÃO da advogada, ora acusada e tão massacrada por meros interesses políticos afrontado

  3. Ainda bem que ambas as partes são colegas de profissão. Sem novidade. Enquanto isso a periferia de Osasco sofre com o descaso e abandono.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPresa por extorsão, presidente da OAB Osasco daria palestra em evento contra corrupção
Próximo artigoOAB SP se manifesta sobre prisão em flagrante da presidente da OAB de Osasco