OAB SP se manifesta sobre prisão em flagrante da presidente da OAB de Osasco

0

Em nota na tarde desta quarta-feira, 25, a OAB-SP se manifestou sobre a prisão, em flagrante, da presidente da OAB de Osasco, Libânia Aparecida da Silva, por extorsão ao presidente da Câmara osasquense, Elissandro Lindoso, o Dr. Lindoso (PSDB). Leia a nota da OAB-SP na íntegra:

publicidade

“A Seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil, em face da prisão sob acusação de extorsão, promovida pelo presidente da Câmara Municipal de Osasco, envolvendo a advogada e presidente da Subseção da OAB de Osasco, Libânia Aparecida da Silva, vem prestar à Advocacia e à sociedade os seguintes esclarecimentos: 

1)         A OAB SP está acompanhando as investigações contra a advogada que, enquanto presidente da Subseção de Osasco, promoveu denúncias junto ao Ministério Público em relação a contratações da Câmara Municipal da Comarca e está alegando inocência quanto à imputação que recai contra ela; 

publicidade

2)         A Secional paulista da Ordem reafirma a necessidade de respeito às garantias fundamentais de amplo direito de defesa, do devido processo legal e da presunção de inocência e, notadamente, para que sejam respeitadas as prerrogativas profissionais; 

3)         A entidade esclarece a que a Subseção de Osasco segue funcionando normalmente, observando sua rotina de trabalho sob o comando da diretoria: José Gomes Carnaíba, vice-presidente; Helber Daniel Rodrigues Martins, secretário-geral; David Ibrahim, secretário-adjunto; Maria Luciana Guedes, tesoureira. 

publicidade

Marcos da Costa

Presidente da OAB SP”

Comentários