Promotoria cobra R$ 7 milhões de youtuber de Osasco por declaração racista...

Promotoria cobra R$ 7 milhões de youtuber de Osasco por declaração racista sobre Mbappé

0
Compartilhar

O youtuber osasquense Julio Cocielo vai responder na Justiça pela declaração racista sobre jogador francês Mbappé em uma postagem no Twitter durante a Copa do Mundo da Rússia. Os promotores de Direitos Humanos Eduardo Valério e Bruno Simonetti acusam o youtuber de racismo e entraram com uma ação pedindo que Cocielo pague R$ 7 milhões por danos morais coletivos.

Publicidade

Durante a Copa, Cocielo foi duramente criticado e acusado de racismo após postar no Twitter que Mbappé, jogador negro, “conseguiria fazer uns arrastão top na praia (sic)”. Após as críticas, o youtuber apagou a postagem e pediu desculpas.


Na ação, os promotores declaram: “Trata-se de um jovem jogador negro, francês de ascendência camaronesa, de compleição física robusta e que mostrou, nos jogos da seleção francesa na Copa da Rússia, impressionantes velocidade e explosão, daí advindo, em notória manifestação de racismo, a sua associação com os assaltantes (negros, na ótica do autor) que praticam crimes de roubo nas praias brasileiras, sobretudo fluminenses, sempre sob contínua e desabalada corrida”.

—–
LEIA TAMBÉM:
“Tudo é puteiro em Osasco”, disse em show youtuber acusado de racismo; assista
Ativista esquenta polêmica sobre racismo com youtuber de Osasco: “Negro correndo, para brasileiro, é gente fazendo arrastão”
Mano Brown sobre youtuber de Osasco acusado de racismo: “Uma hora nois cruza ele”
——

Os autores da ação citam ainda outras postagens supostamente racistas do youtuber osasquense.

Desculpas

Publicidade

No pedido de desculpas sobre a postagem relacionada à Mbappé, Cocielo declarou, na época: “Realmente eu não tenho razão nenhuma. Fiz um comentário muito zoado, muito mal explicado, e gerou toda essa confusão”.

Ele também se desculpou por posts racistas antigos: “Hoje eu leio tudo aquilo que eu postei e me sinto envergonhado. Foram coisas absurdas (…) Aquele monte de merda que eu falei está muito distante de quem eu sou hoje.”

Compartilhar

Comentários