Ministério Público denuncia presidente da OAB Osasco por extorsão

0
oab osasco
Libânia, ex-presidente da OAB de Osasco, chegou a ser presa sob acusação de extorquir Lindoso / Foto: Lana Alves / Visão Oeste

O promotor de justiça Fábio Luiz Machado Garcez, do Ministério Público do Estado de São Paulo, denunciou a presidente da OAB Osasco, Libânia Aparecida da Silva, e seu marido, Carlos Gomes, por extorsão. Eles são acusados de exigir dinheiro do Presidente da Câmara de Osasco, vereador Elissandro Lindoso, o Dr. Lindoso (PSDB), em troca de não divulgarem supostas denúncias contra o parlamentar.

publicidade

O episódio ficou nacionalmente conhecido depois que Libânia foi presa em 24 de outubro do ano passado, em flagrante, durante um encontro com entre ela, o marido e Lindoso em um restaurante no Km 43 da Rodovia Castelo Branco. Já com monitoramento policial, a advogada foi filmada no momento em que recebia um envelope com dinheiro da vítima. Na ocasião, inicialmente Libânia alegou tratar-se de honorários advocatícios. Na delegacia, contou outra versão: o valor teria sido clandestinamente colocado em sua bolsa. A presidente da OAB conseguiu um habeas corpus e foi solta em 27 de novembro.

O processo corre em segredo de justiça mas já circulam nas redes sociais cópias do documento com o pedido do MP à 1a. Vara Criminal da Comarca de Osasco, protocolado na quinta-feira, 8 de março.

publicidade

Leia mais: 
Presa em flagrante por extorsão volta à presidência da OAB de Osasco
Prisão em flagrante da Presidente da OAB Osasco foi “nebulosa operação policial”, argumenta defesa
Presidente da OAB de Osasco é presa em tentativa de extorsão ao presidente da Câmara Municipal

 

publicidade

 

Comentários