Compartilhar

Após a diretora da Secretaria de Saúde de Osasco Rina Bissolati chamar médicos de “cambada de vagabundos”, o secretário da pasta, José Carlos Vido se reuniu com representantes da categoria, com vistas a uma aproximação entre a administração municipal e os médicos da cidade.

Durante reunião com representantes das entidades médicas, na terça, 11, Vido se comprometeu a se reunir periodicamente com uma comissão de médicos.

Ela será composta por um representante de cada unidade de saúde do município, para discutir a situação da saúde na cidade e levar os problemas que os médicos enfrentam, além de propor melhorias.

A proposta foi feita pelo Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) e a primeira reunião da comissão com a secretaria já está marcada para o dia 25 de abril.

Também participaram do encontro representantes do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) e da Associação Paulista de Medicina (APM).

“Essa reunião deve ser permanente e periódica para levar as propostas dos médicos, queixas e problemas para o secretário, porque os médicos estão na ponta e teria uma oportunidade da gestão não só se aproximar dos médicos, mas também ouvir o que os profissionais têm a dizer e os médicos terem oportunidade de acompanhar a gestão, já que Osasco acumula vários problemas e os médicos têm intenção de contribuir pela melhoria da saúde pública na cidade”, explica Eder Gatti, presidente do Simesp.

Assembleia 

O Simesp convocará os médicos de Osasco para uma assembleia para definição de pautas a serem tratadas na reunião com o secretário e para definir quem serão os representantes de cada serviço de saúde da comissão.

Durante o encontro, o gestor também afirmou que fala da secretária adjunta de Saúde do município, Rina Bissolati, chamando os médicos de “cambada de vagabundos”, não representa a opinião da gestão municipal.

Comentários

Faça seu comentário