Como ter um cachorro em um apartamento? Confira 11 dicas

0
cachorro apartamento
Pixabay

Quem tem cachorro sabe o prazer que é desfrutar de sua companhia. Eles são amáveis, companheiros, brincalhões e trazem felicidade para todos que estão por perto, mas precisam de cuidados, afeto, atenção e espaço. E será que cachorro de apartamento pode ser feliz e saudável? Com certeza que sim, mas é preciso ter alguns cuidados para manter um cão mesmo em um apartamento pequeno.

publicidade

O bem que um cão traz para a gente

O Brasil tem o terceiro maior mercado pet do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos e o Reino Unido. Isso porque nada menos do que 44,3% dos 65 milhões de lares brasileiros abrigam ao menos um cão, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). São 52 milhões de cachorros, o que dá praticamente um cachorro para cada quatro brasileiros. Neste caso, somos vice-campeões, e perdemos apenas para os Estados Unidos, que contabiliza 73 milhões de cães.

Os brasileiros são apaixonados por cães e cultivam o hábito de adotá-los como verdadeiros membros da família por uma série de motivos, todos convergindo para o bem que isso faz. As vantagens de ter um cão são:

publicidade

A troca de afeto e o sentimento de amor entre donos e cães; eles fazem companhia, principalmente para idosos e para quem vive sozinho; estudos indicam que ter um cão diminui a incidência de depressão, principalmente em idosos; cachorros ajudam a reduzir a pressão arterial de seus donos que, em geral, costumam ter índices mais baixos de triglicérides e de colesterol, segundo pesquisa da Harvard Medical School; conviver com cães desde cedo melhora o sistema imunológico de crianças e diminui a ocorrência de alergias; cachorros ensinam lições valiosas e melhoram a nossa vida social.

Um cachorro pode viver em um apartamento?

Pixabay

A resposta é sim, e isso vale para cães de pequeno ou até mesmo grande porte. Especialistas dizem que o que realmente vai estabelecer uma boa convivência entre cães e seus donos não é o tamanho do apartamento, mas sim o comportamento e a criação deles. Inclusive, é importante ressaltar, aqui, que condomínios não podem proibir a presença de animais nos apartamentos.

publicidade

Ainda que alguns condomínios tentem proibir a presença de cães, isso faz parte do direito de propriedade e, portanto, em geral os juízes favorecem a permanência dos animais em suas casas quando isso é tema de um processo.

11 dicas para seu cachorro viver bem no seu apartamento

1) Cães pequenos ou de médio porte são mais indicados, com certeza, para viver em apartamentos. Não é apenas o tamanho do cão, no entanto, que definirá uma melhor adequação a esta situação. Opte por uma raça tranquila, e isso deve ser até mesmo prioritário. Cães extremamente ativos precisam naturalmente de mais espaço.

2) Dê ao cachorro para apartamento livre acesso a todos os cômodos do imóvel. Se ele não pode circular livremente, se sentirá ainda mais confinado, ainda mais em apartamentos pequenos. Cachorro de apartamento não pode ficar confinado em áreas ou sacadas e varandas.

3) Muitas vezes é preciso de fato confinar o cão, durante uma visita, por exemplo. Opte por grades específicas, que você encontra facilmente em lojas pets. Se você prender o animal na cozinha e fechar a porta, ele ficará ansioso e até deprimido. As grades permitem que o cachorro possa ver o movimento da casa, o que o deixará mais tranquilo.

4) Crie um canto específico para o seu cão, onde ele encontrará uma caminha confortável e seus brinquedos. Quando ele estiver sozinho em casa, terá um lugar tranquilo e aconchegante para esperar por sua volta.

5) Cães soltam pelos e fazem necessidades, portanto é fundamental que você capriche um pouco mais na limpeza da casa. Sua saúde e a do seu animal agradecem.

6) Cachorros de apartamento costumam ser mais limpos do que aqueles que vivem em casas com jardins. Mas isso não deve ser motivo para descuidar do banho e da tosa regular.

7) Saiba educar o seu cão desde cedo sobre o que pode ou não pode fazer no apartamento. A melhor técnica é a da recompensa, quando você o premia com um petisco por algo bacana que ele fez, como fazer suas necessidades no lugar certo ou não subir em cima da mesa, por exemplo.

8) Leve o seu cão para passear todos os dias, por pelo menos 30 minutos. Isso é fundamental para ele fazer exercício e desestressar.

9) Escolha um local adequado para lhe oferecer água e comida e, também, para que ele possa fazer suas necessidades.

10) Animais que não gastam sua energia tendem a ficar nervosos e acabam destruindo a casa, roendo sofás e pés de mesa, por exemplo. Brinque com eles em algum momento do dia, mesmo que em casa.

11) Instalar proteção nas janelas e varandas é fundamental.

Comentários