Emidio e Renata Abreu repudiam discurso de secretário que remete ao nazismo: “Pra onde estamos caminhando?”

0
roberto alvim nazismo
Secretário de Cultura de Bolsonaro fez discurso semelhante ao do chefe de propaganda nazista de Hitler / Foto: reprodução

O deputado estadual Emidio de Souza (PT) e a deputada federal Renata Abreu (Pode-SP) manifestaram repúdio ao discurso de Roberto Alvim, secretário da Cultura do governo de Jair Bolsonaro, que remete a declarações de Joseph Goebbels, chefe da propaganda nazista do ditador Adolf Hitler.

“É inadmissível um governo cultuar o nazismo. Meu repúdio a esse ato. Não podemos aceitar que a cultura seja usada para incentivar o ódio, a intolerância e a violência”, declarou Emidio, que é ex-prefeito de Osasco.

“Reflita! Pra onde estamos caminhando? Em pleno ano de 2020 e um secretário nacional da Cultura faz um discurso sobre artes parafraseando Goebbels, chefe da propaganda nazista. A política brasileira com inspiração no nazismo? Simplesmente assustador!”, declarou Renata Abreu.

Publicidade

“O que dirá o povo que esteve na linha de frente do extermínio desta cultura genocida? Continuará apoiando este governo com ideias de propaganda nazistas? Nossos valores englobam raças, crenças e histórias múltiplas, e temos força para defender a liberdade, a vida e, principalmente, a democracia!”, completou a deputada, em texto nas redes sociais.

Comentários