Justiça nega pensão de R$ 100 mil a viúva de Gugu

0
rose miriam viúva gugu liberato
Divulgação

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou pedido de pensão alimentícia de R$ 100 mil por mês feito por Rose Miriam Di Matteo, viúva de Gugu Liberato. A informação é do colunista Rogério Gentile, do Uol.

publicidade

Rose é mãe dos três filhos do apresentador, que morreu em novembro de 2019. Após ficar de fora da herança de Gugu, a médica entrou em uma briga judicial para solicitar o reconhecimento de união estável com ele, o que lhe daria diteiro à parte do espólio. O processo ainda não foi julgado, mas a Justiça havia concedido pensão alimentícia em caráter provisório.

Contrários à decisão, os herdeiros de Gugu recorreram e, no início do ano passado, conseguiram liminar suspendendo o benefício. Em outra decisão, tomada no dia 19 de outubro, os desembargadores Edson Luiz de Queiroz, César Peixoto e Galdino Toledo Júnior confirmaram a liminar, rejeitando o pagamento da pensão a Rose Miriam.

publicidade
gugu liberato e rose
A viúva de Gugu briga na Justiça por parte da herança do apresentador, estimada em R$ 1 bilhão / foto: divulgação

Toledo Júnior, relator do processo, diz que, mesmo se a união estável for reconhecida, Rose não teria direito de receber pensão. “Se Gugu não havia assumido qualquer encargo dessa natureza [enquanto vivo], não é possível promover esse tipo de pedido em face do espólio”, afirmou.

Na mesma decisão, os desembargadores determinaram que Rose Miriam continue recebendo mensalmente dez mil dólares (equivalente a R$ 56,4 mil), valor que Gugu repassava à médica. Ela e os herdeiros ainda podem recorrer da decisão.

publicidade

Brigas

A polêmica envolvendo a herança bilionária de Gugu Liberato rendeu vários episódios. Entre eles, estão as desavenças entre as filhas do apresentador, Marina e Sofia, com a tia, Aparecida Liberato. As gêmeas acusam a tia de manipular o irmão delas, João Augusto, e de mentir e omitir informações sobre o espólio.

filhas de gugu liberato
As gêmeas fizeram uma série de acusações a tia Aparecida Liberato / Foto: Reprodução/Metrópoles

Há dois meses, Marina e Sofia fizeram uma série de críticas à tia e defenderam a mãe no processo de união estável. Elas disseram que Rose Miriam não faz questão do dinheiro, só quer o reconhecimento da união estável como uma forma de proteger todo o patrimônio deixado pelo pai antes de morrer.

As gêmeas foram emancipadas recentemente e contrataram o mesmo advogado de Rose para defendê-las no processo que envolve a herança do pai. “A gente quer saber o que está acontecendo porque essa é a nossa vida, mas eles falam que o ‘corona’ está atrasando tudo, que não tem nenhuma novidade”, explicou Sofia.

Entre outras situações que aborreceram as herdeiras de Gugu, Sofia contou ainda que foi impedida pela tia de comprar uma Porsche. “Ela [Aparecida Liberato] falou que a promotora disse que eu não poderia ter esse carro porque é um carro de luxo e que eu não poderia ter porque é muito caro e que eu ainda era uma criança. Eu achei estranho, mas falei ‘tá bom, vou tentar achar um carro mais barato’. Comprei um carro da metade do preço do que eu realmente queria. Não fiquei feliz”, desabafou, na ocasião.

MAIS DE R$ 300 MIL// Cantor gospel ostentação deu calotes em Prada, Gucci e outras marcas de luxo

Comentários