Osasco usa água de lagos para limpeza pública

0

Parques como Chico Mendes e Glauco Villas Boas vão fornecer água / Foto: Ivan Cruz
Parques como Chico Mendes e Glauco Villas Boas vão fornecer água / Foto: Ivan Cruz

publicidade

Na quinta-feira, 5, a Prefeitura de Osasco, por meio das Secretarias do Meio Ambiente (Sema) e Serviços e Obras iniciou uma ação para a utilização de água de lagos da cidade para fazer a limpeza de espaços de vendas de carnes de frango e peixe nas feiras livres e irrigação de áreas verdes. Os parques utilizados são o Chico Mendes, no City Bussocaba, e o Glauco Villas Boas, no bairro Três Montanhas.

300 mil litros de água da Sabesp serão economizados

“Serão retirados vinte mil litros por dia, de terça a domingo, alternando entre os parques, para a limpeza de cerca de 50 feiras. Embora não seja uma contribuição vultosa, cerca 300 mil litros de água economizados da Sabesp por mês é significativo”, explicou Carlos Marx, secretário de Meio Ambiente da cidade.
Segundo ele, cada feira tem uma barraca de carne de frango e uma de peixe. “São os únicos locais que lavamos por conta do cheiro e de restos de carne, as demais barracas são limpas apenas com varrição, sempre foi assim. A diferença é que antes utilizávamos água potável”.

publicidade

De acordo com o prefeito de Osasco Jorge Lapas (PT) “a ação não prejudicará ambientalmente os parques, pois o volume retirado dos lagos será bem menor do que o produzido pelas nascentes”. A iniciativa é um resultado direto do Programa de Mapeamento, identificação e Revitalização de Minas e Nascentes de Osasco, que vem sendo desenvolvido pela Sema desde 2007.
O projeto teve apoio de estudantes e identificou 128 nascentes, das quais 25 foram revitalizadas, limpas, com afastamento de lixo e entulho, direcionamento da água para galerias de águas pluviais, além da implantação de projetos de paisagismo.

Com a iniciativa, Osasco, embora não integre nenhuma área de proteção de mananciais, disponibiliza água limpa das nascentes que contribuem para oxigenar as águas dos córregos da cidade e do rio Tietê, no trecho que corta a cidade.

publicidade

Oficina de captação de água da chuva

No próximo dia 14, das 9h às 12h, a Sema realiza a terceira Oficina de Captação de Água de Chuva, gratuita. A edição acontece no Parque do Piratininga, na rua David Silva, 115, no Jardim Piratininga. Ao todo, são 20 vagas. Os interessados devem se inscrever na Prefeitura, localizada na avenida Bussocaba, 300, na Sala 41. Outras informações: 3652-9511.

Nível do Sistema Cantareira fica estável, com 5,2%

Depois de dois dias em alta, o nível do Sistema Cantareira ficou estável na quinta, 5, de acordo com a Sabesp. O conjunto de represas opera com 5,2% da capacidade e é responsável pelo abastecimento de 6,2 milhões de pessoas na Grande São Paulo.
Registraram aumento outros quatro sistemas da Grande São Paulo. Entre eles, o Alto Cotia subiu de 28,4% para 29,1% da capacidade. O Alto Tietê, que opera com 11%, manteve seu índice.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVisão na Rede
Próximo artigoPDT de Osasco projeta crescimento